Publicidade
Especiais
Especiais

Emoção marca a segunda apresentação do boi Caprichoso no Festival Folclórico de Parintins (AM)

Fechando a segunda noite do Festival,  o boi azul e branco traz à Arena uma homenagem a Amazônia 01/07/2012 às 02:31
Show 1
Uma imagem gigante de Nossa Senhora do Carmo marca a entrada de Caprichoso na segunda noite
Mariana Lima Paritins (AM)

O boi Caprichoso emociona na segunda noite do Festival Folclórico de Parintins 2012. O levantador de toadas do boi azul e branco, David Assayag, iniciou sua apresentação cantando “Nossa Senhora” do Roberto Carlos, arrancando aplausos e lágrimas da Galera.


Na segunda noite o boi apresenta o tema “Amazônia de Muitos Amores”, realizado neste sábado (30) e trouxe para a Arena a emoção do imaginário caboclo.

A primeira alegoria da noite homenageou as parteiras da Amazônia onde bonecos gigantes realizaram um parto. Um bebê gigante que se movimentava sozinho foi o ponto alto desta alegoria.

Semelhante ao que aconteceu com David Assayag na primeira noite de apresentações do Caprichoso, o boi surgiu no meio da avenida erguido por um guindaste.

A Rainha do Folclore, Brena Dianá, surgiu de dentro de uma alegoria gigante da Lenda Amazônica da noite, Morceganjo, onde ficou pendurada por algumas horas.

O pajé, Waldir Santana, e a cunha-poranga, Maria Azêdo, tiveram várias aparições. A mais marcante de cada um foi a aparição de Maria Azedo dentro da fantasia de um dos Tuxauas, levando a galera ao delírio.

Waldir Santana surgiu da última alegoria, considerada a maior da noite. O pajé desceu da alegoria preso apenas em um cabo dando a impressão de que voava.

A galera azul e branca foi a loucura em diversos momentos da apresentação e se despediu da segunda noite de apresentações gritando “É Campeão”. Neste domingo (1), Caprichoso dá início as apresentações.