Publicidade
Especiais
Especiais

Falta de pagamento ameaça apresentação do boi Garantido no Festival de Parintins

Compositores alegam que se não receberem até quinta-feira (28), eles irão entrar com um mandado de segurança contra o Garantido 27/06/2012 às 19:36
Show 1
Segundo ensaio técnico da segunda noite do Garantido no bumbódromo
Thiago Monteiro Parintins (AM)

Alguns compositores do boi Garantido prometem entrar com um mandado de segurança na Justiça do Amazonas para impedir que o bumbá vermelho e branco não toque algumas toadas do álbum 'Tradição de 2012'. Eles exigem que o bumbá pague os direitos das músicas que tocam na arena, a porcetagem de 8% na comercialização das mídias do boi e repasse de R$ 2 mil que é pago por toada.

Os compositores não quiseram ser identificados. A ação pode comprometer a apresentação do bumbá e até mesmo o 47º Festival Folclórico de Parintins.

De acordo com eles, todo ano os compositores são prejudicados com essa situação, pois os músicos são barrados na arena, não ganham ingressos e as vezes precisam até gastar nas demos dos DVDs e CDs do boi vermelho.

Segundo os compositores, no contrato com o Garantido, o pagamento seria feito, após 60 dias depois que o 'Tradição' fosse lançado.

O último contato que os compositores tiveram com o setor financeiro do Garantido foi nesta quarta-feira (27), mas o boi vermelho disse que ainda está esperando o repasse que a Band vai dar para os dois bumbás.

A assessoria de comunicação do Garantido informou que até esta quinta-feira (28), esse dinheiro pode ser repassado para os compositores. Segundo ela, tudo vai depender do repasse financeiro da rede Bandeirantes. Eles também explicam que o boi não vai deixar de pagar os valores aos compositores.