Publicidade
Especiais
Especiais

Fotógrafo do Garantido é agredido por fiscais do Caprichoso

Um fotógrafo do boi Garantido, identificado como Eduardo, foi agredido por fiscais do Caprichoso, segundo afirmação da direção do boi vermelho, quando fotografava a apresentação do bumbá azul 01/07/2012 às 01:19
Show 1
Confusão na arena do bumbódromo
Florêncio Mesquita Parintins (AM)

Um fotógrafo do boi Garantido, identificado como Eduardo, foi agredido por fiscais do Caprichoso, segundo afirmação da direção do boi vermelho, quando fotografava a apresentação do bumbá azul. A confusão começou na arena no início da apresentação do Caprichoso, no 47º Festival Folclórico de Parintins, e foi parar na sala do secretário de Estado de Cultura, Robério Braga.

Os presidentes dos bois Garantido e Caprichoso, Telo Pinto e Márcia Baranda, respectivamente conversaram durante 20 minutos com Robério. Ambos tentavam convencer o secretário sobre quem tinham razão. A conversa parecia que terminaria em impasse e Robério chegou a afirmar que o caso seria resolvido pela Justiça. O objetivo da tentativa de acordo mediada pelo secretário era evitar um pedido de impugnação da apresentação do bumbá azul por conta da agressão. 

No entanto, após analisarem o regulamento do festival os presidentes chegaram à decisão de não levar a situação adiante.

A conversa ocorreu quando a apresentação do Caprichoso marcava 35 minutos. Apesar da confusão, a apresentação do boi da estrela na testa não sofreu nenhum prejuízo ou atraso. Márcia Baranda, que perdeu 20 minutos da apresentação do bumbá que preside, saiu da sala e preferiu não comentar o assunto. Já o presidente do Garantido, Telo Pinto, classificou a medida do Caprichoso de “manobra desesperada” para tentar prejudicar o bumbá vermelho.