Publicidade
Especiais
Especiais

Ganso segue do estádio direto para clínica e Mano admite que ele pode ser cortado

O atleta de 22 anos reclama de dores musculares na coxa, e Mano Menezes informou que ele será cortado se uma lesão for diagnosticada 01/08/2012 às 13:06
Show 1
Cortado do jogo contra a Nova Zelândia, Paulo Henrique Ganso aguarda início da partida ao lado do goleiro Renan Ribeiro, que não está inscrito nos Jogos
Uol/ Esporte ---

Depois de assistir da cadeira cativa à vitória do Brasil por 3 a 0 sobre a Nova Zelândia, Paulo Henrique Ganso deixou o estádio St. James Park acompanhado do médico José Luiz Runco e seguiu direto para um clínica em Newcastle, onde será submetido a um exame de ressonância magnética para definir se será cortado ou não da Olimpíada. O atleta de 22 anos reclama de dores musculares na coxa, e Mano Menezes informou que ele será cortado se uma lesão for diagnosticada.

"O Ganso vai ser submetido a um exame e veremos se tem uma lesão mais grave ou apenas um hematoma nesses estágios dó músculo. Se for um hematoma, não temos por que tirá-lo da Olimpíada, contamos com ele e queremos que se recupere o mais rápido possível. Se for lesão muscular, é determinante no caso", comentou Mano, após a partida em Newcastle.

“Se tiver algo leve, que permita uma recuperação rápida e ele ficar fora de uma partida a mais, podemos pensar. Mas prefiro esperar o exame, sempre fizemos dessa forma, não vamos apressar os fatos, e é boa a possiblidade de não ele ter lesão grave”, acrescentou.

Ganso evitou o contato com a imprensa. “Eu não posso falar”, disse, assim que a reportagem do UOL Esporte se aproximou.

O meia paraense ficou em tratamento durante a última terça-feira e não se recuperou. Teve de ser medicado, o que impediu a sua presença no banco por causa do exame antidoping.

Compõem a lista de espera o zagueiro Marquinhos, do Corinthians, o volante Casemiro, do São Paulo, e o meia Giuliano, do Metallist, da Ucrânia. Como Ganso é meia, esse último é o mais cotado em caso de corte.