Publicidade
Especiais
Especiais

Garantido emociona durante primeira noite de apresentações em Parintins (AM)

O boi vermelho e branco, que este ano vem como tema "Tradição" homenageou na primeira noite a criação do boi Garantido, por Lindolfo Monteverde 29/06/2012 às 23:40
Show 1
Garantido emociona na primeira apresentação desta sexta
Lorenna Serrão Parintins (AM)

Com o tema “Garantido, Tradição de Parintins”, o bumbá vermelho e branco levou para a arena a história do seu surgimento. O “Boi da Promessa” abriu a primeira noite do 47º Festival Folclórico de Parintins (a 325 quilômetros de Manaus), nesta sexta-feira (29), no Bumbódromo da ilha e emocionou a galera encarnada.

O apresentador, Israel Paulain, com nove vitórias no currículo, surgiu na Arena acompanhado pelos filhos de Lindolfo Monteverde, João Batista e Maria do Carmo. Ao som de miscigenação, cantada pela galera, os tambores da batucada incendiaram a arena. E Sebastião Júnior, levantador oficial do Garantido, entrou cantando a toada “Meu coração é Garantido”.

E em seguida começou a aparecer a Celebração Folclórica, alegoria “Tradição da Baixa”, confeccionada pelo artista Vandir Santos, uma imagem enorme do fundador do Garantido, Lindolfo Monteverte, que surgiu de trás de um coração, de onde saiu à porta-estandarte do Boi do Povão, Raissa Barros.

Concorrendo ao item 07, a sinhazinha, Ana Luisa Faria, saiu de dentro de uma flor para evoluir na arena, e encanou a galera encarnada, com sua beleza e simpatia.


Liderado pelo Pajé, André Nascimento, o Espetáculo Tribal, item 13 e a coreografia, item 20, impressionaram o público do Bumbódromo.


Um dos momentos mais emocionantes foi quando Sebastião Júnior cantou a toada  “Ameríndia” (concorrendo ao item número 11: toada, letra e música). Enquanto a galera fazia a festa, surgiam os tuxauas, a resistência indígena, originalidade e tradição na arena, item 14.


A Lenda Amazônia, item 15, Arãtareimo (macaco gigante protetor das matas e da aldeia dos Wayana e Aparai), confeccionada pelo artista Francinaldo Guerreiro. Foi desta alegoria que surgiu a cunhã-poranga, Tatiane Barros, que mostrou que é uma verdadeira índia guerreira.

Da alegoria Romeiro da Fé, surgiu a Rainha do Folclore, Patrícia de Góes, que sacudiu a galera com a sua evolução impecável.

O ritual da tucandeira, originário da tribo dos Sateré-Mawé, foi mais um belo momento do Garantido, ao som da toada “Tucandeira, o grande ritual” , de autoria de Tony Medeiros e João Medeiros.


André Nascimento, o pajé do Garantido, surge na alegoria e agita os torcedores do boi da Baixa do São José.

Nos últimos minutos, pétalas de rosas começaram a cair sobre os torcedores do Garantido que se despediram do bumbódromo. Neste sábado (30), o Garantido volta a ser o primeiro boi a se apresentar.