Publicidade
Especiais
Especiais

Grupo toca e canta as toadas que fizeram história nos dois bois

Muitas toadas que fizeram história no Garantido e Caprichoso não são apresentadas com frequência nos eventos bovinos de Parintins. Por este motivo, o grupo Toada de Roda decidiu fazer um resgate das canções antológicas de ambos os bumbás 27/06/2012 às 15:45
Show 1
Grupo toca e canta as toadas que fizeram história nos dois bois
Rafael Seixas Parintins (AM)

Muitas toadas que fizeram história no Garantido e Caprichoso não são apresentadas com frequência nos eventos bovinos de Parintins (a 325 quilômetros de Manaus). Por este motivo, o grupo Toada de Roda decidiu fazer um resgate das canções antológicas de ambos os bumbás. E esse experimento musical será mostrado na “Festa dos Visitantes 2012”, que será realizada amanhã, às 19h, na Arena Planeta Boi (avenida Lindolfo Monteverde), na “Festa dos Visitantes 2012”, em Parintins.  O evento terá ainda o som de Gaby Amarantos , Latino e João Brasil.

O sexteto, que surgiu no ano de 2009, já conta com dois álbuns. O último trabalho fonográfico foi feito ano passado, sendo intitulado como “Antológico”.  Nos shows, eles tocam toadas como “Boa noite ao povo amazonense” (Lindolfo Monteverde), “No rufar do tambor” (Paulinho da Silva), “Boi bonito” (Chico da Silva), “Pátria mata” (Tony Medeiros), “Encarnado não se relaxa pra tua cor” (Vavazinho), entre outras.

“Essas músicas marcantes são lembradas no Boi de Rua e na Alvorada do Garantido. Sentimos necessidade de resgatá-las para dar lembranças aos amigos e pessoas que há muito tempo prestigiam o Festival Folclórico de Parintins”, disse Alder Oliveira, violonista e fundador do grupo. “É muito interessante fazer esse resgate, porque o público diz que faz tempo que não escutam essas toadas. Estamos desenterrando essas canções, pois elas não tocam mais nas rádios e somente algumas pessoas as guardam nas lembranças”, complementa Silvio Camaleão, responsável por tocar o charango.

 

Tradição

Para Oliveira, as toadas antigas eram mais interessantes e exploravam melhor a batida cadenciada, característica do boi-bumbá. “Antigamente não existia limitação. Hoje, para desenvolvê-las, você tem que fazer de acordo com o tema. Antigamente era livre e a melhor inspiração do artista era apresentada ao boi para talvez ser aprovada”.

 

Desenvolvimento

A pesquisa do projeto musical do grupo foi feita com o apoio de alguns moradores antigos de Parintins, que ajudaram na identificação dos compositores das músicas – ambos os bois não contavam com uma documentação catalogada.

Além de Silvio Camaleão e Alder Oliveira, o Toada de Roda conta com Edson Azevedo (caixinha), Galeto (atabaque), Rei (palminha) e Elton Jonh (surdo). Três são torcedores do Garantido e os outros do Caprichoso, algo que facilita na hora de escolher as composições que serão tocadas nos shows. A pretensão do grupo é lançar no próximo ano o terceiro álbum.

A “Festa dos Visitantes” terá entrada franca, porém a organização do evento fez uma área Vip para duas mil pessoas. O ingresso do espaço estará à venda no local do evento pelo preço de R$ 30 (estudante). A entrada para a boate custará R$ 40.