Publicidade
Especiais
Especiais

Mark London ansioso pela estreia do documentário 'Shark Loves the Amazon', no Fórum Mundial de Sustentabilidade

Após 30 anos de experiëncias no Amazonas, o consultor, jornalista, advogado e escritor apresenta, em seu filme, uma provocante alternativa para a velha postura de deixar a floresta intocada 22/03/2012 às 10:18
Show 1
Mark London ansioso pela estréia do documentário 'Shark Loves the Amazon', no Fórum Mundial de Sustentabilidade
Monica Prestes Manaus

Após 30 anos de experiëncias no Amazonas, o consultor, jornalista, advogado e escritor Mark London disse estar ansioso pela estreia de seu novo documentário "Shark Loves the Amazon", que será exibido no encerramento do primeiro dia do 3º Fórum Mundial de Sustentabilidade, que acontece em Manaus entre esta quinta e o próximo sábado. 

No documentário, London apresenta uma perspectiva única sobre um problema com conseqüências globais e lança a pergunta: como podem 21 milhões de pessoas e a floresta amazônica dividir o mesmo espaço? Com os níveis de desmatamento se aproximando de um "caminho sem volta" e atingindo números alarmantes, London apresenta, em seu filme, uma provocante alternativa para a velha postura de deixar a floresta intocada.  

"Estou muito ansioso porque muitos amigos que ajudaram na concepção do documentário estarão presentes, como o Virgílio Viana, Denis Minev e Eduardo Braga", contou. 

London, que foi colaborador em projetos sustentáveis como na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Juma, revelou que muitos dos conceitos que ele tem de Manaus e da Amazônia vêm do estudioso amazônida Samuel Benchimol. 

"Para mim, é um prazer estar ao lado de tanta gente que me ajudou a conhecer a Amazônia, especialmente em um evento como este, na estréia do meu documentário."