Publicidade
Especiais
Especiais

Nova loja do Grupo Imaginarium em Manaus até junho

Depois de fechar as unidades do Millennium e do Amazonas Shopping, grupo anuncia seu retorno à cidade, onde quer ter presença forte no varejo 30/04/2012 às 11:03
Show 1
Produtos da marca seguem conceito de design mais leve, ousado e criativo
Priscila Mesquita Manaus (AM)

O Grupo Imaginarium, que deixou o mercado manauara em outubro de 2011, deve retomar suas operações na cidade até o mês de junho. A empresa, pioneira em design funcional e criativo (ou fun design) no País, ainda não quer divulgar qual será o formato da nova loja e nem onde funcionará, mas reafirma o interesse de ter uma “forte presença” na capital.

“A saída de Manaus foi estratégica para reavaliarmos o perfil de franqueado e a melhor localização para nossa loja. Em 2012 retornaremos mais forte à cidade”, ressalta o gerente de marketing da empresa, Gilberto Carvalho.

A marca já teve franquias no Millennium Shopping e no Amazonas Shopping Center, mas no fim do ano passado decidiu “fechar para balanço”. 

O executivo explica que o grupo está fazendo um mapeamento em toda a região Norte, que deve receber até cinco lojas neste ano. Além das negociações no Amazonas, a Imaginarium se movimenta para ter unidades em Tocantins e Roraima. Investimentos recentes também foram feitos para ampliar uma das lojas em Belém e para instalar outra unidade em Rio Branco (Acre).

Abertura de 40 lojas

Até o fim deste ano, a meta da Imaginarium é inaugurar 40 lojas no País e superar em 15% o faturamento de 2011, que atingiu R$ 110 milhões. Uma das estratégias para cumprir o planejamento agressivo é a loja compact, que já foi instalada em São Paulo e no Rio de Janeiro. 

O foco desse novo modelo de franquia são os shoppings, ruas de grandes fluxos e cidades a partir de 150 mil habitantes. Para abrir uma loja neste formato, com tamanho de 35 m², é preciso investir aproximadamente R$ 210 mil reais, no total. O custo é inferior a uma operação comum e inclui a taxa de franquia, projeto arquitetônico, equipamentos e estoque inicial. “Queremos abrir 100 novas lojas até 2015”, afirma Carlos Zilli, diretor geral da marca.