Publicidade
Especiais
Especiais

Nova operadora de cartão chega a Manaus prometendo revolucionar as compras a prazo

--- 11/04/2012 às 11:32
Show 1
Nova administradora promete parcelamentos a perder de vista e máquinas de cobrança grátis para os lojistas
Joubert Lima Manaus

A partir de maio, a Shopcards - operadora de cartões de crédito que inicia atividades no País este mês - lançará seus serviços em Manaus. A empresa fechou parceria com uma grande rede varejista que atua na cidade (e que ainda não pode ser revelada) para disponibilizar seus cartões com a proposta de aceitar parcelamentos em até 200 vezes e sem cobrar anuidade. Sobre esse parcelamento gigante cabe um esclarecimento: a operadora aceita financiar em tantas vezes, mas os produtos e o número de parcelas para cada um serão definidos pelo lojista, de acordo com o que o empresário pretenda promover.

 “Parcelamentos entre 100 e 200 vezes são casos esporádicos, para segmentos específicos”, ressalta o vice-presidente da Shopcards, Marcello Gimenez. O executivo ressalta, porém, que num mercado onde a maioria dos parcelamentos ocorre em até dez vezes, a possibilidade de prazos mais extensos como 30 meses ou mais é um grande diferencial. De acordo com o executivo, os juros ao consumidor serão menores que os praticados atualmente no mercado.

A empresa tem planos ambiciosos: emitir 600 mil cartões ainda no primeiro semestre, e ultrapassar 1 milhão até o final do ano. O primeiro contrato já foi firmado em São Paulo. A administradora criou o cartão Singular para atender especificamente o mercado de lojistas, arquitetos e consumidores do Shopping D&D e World Trade Center. Só esse contrato vai gerar, pelo menos, 60 mil cartões. Gimenez revela que vários dos contratos em negociação pelo País referem-se a negócios no Norte e Nordeste.

Além do parcelamento elástico aos consumidores, os lojistas receberão as máquinas de cobrança gratuitamente e pagarão matrícula de R$ 30, quando a média do mercado oscila de R$ 116 a R$ 188. A captação de clientes será feita, principalmente, por meio de parcerias com redes varejistas, mas a solicitação também poderá ser feita pela Internet. mercado A visão de negócio da Shopcards apenas antecipa a inevitável transformação pela qual passará o mercado nacional de crédito.

 Em 2011, o mercado doméstico de cartões de crédito, somado aos cartões de débito e de lojas movimentou R$ 678 bilhões. São quase 700 milhões de cartões no Brasil, volume que deve dobrar até 2014. Ainda assim, nem chega perto do 1,2 trilhão de cartões ativos nos Estados Unidos, com crise e tudo. O presidente da Shopcards, Waldemar Petty, lembra que o Brasil ainda está muito aquém da realidade mundial de crédito, mas isso deve mudar. “Daqui pra frente tudo vai ser parcelado. A estabilidade econômica impõe isso”, diz.