Publicidade
Especiais
Especiais

Presidente da Moto Honda foi eleito o Industrial do Ano pela Fieam

Issao Mizoguchi chegou a Manaus com a missão de fazer a reengenharia da planta. Medalha será entregue na sexta 13/05/2012 às 15:38
Show 1
Presidente da Moto Honda, Issao Mizoguchi
Jornal A Crítica ---

O presidente da Moto Honda da Amazônia, Issao Mizoguchi, recebe, na próxima sexta-feira, 18, a medalha do Mérito Industrial concedida pela Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam). Eleito “Industrial do Ano”, ele volta a Manaus onde residiu por 24 anos e onde construiu sua carreira na Honda, de empregado temporário a primeiro brasileiro a assumir a presidência da empresa, cargo que ocupa desde 1º de abril deste ano.

Aos 53 anos de idade e 27 de empresa, Mizoguchi se sente uma “cria” da Moto Honda da Amazônia, embora não descarte sua experiência anterior, na indústria de base, especialmente na Vilares, fabricante de cilindros, que muito agregou à sua vida profissional.

Nascido em São Bernardo do Campo (SP), filho de mãe brasileira e pai japonês, Issao Mizoguchi diz que a sua chegada à presidência da empresa no Brasil é a concretização de algo que estava planejado há muito tempo e tem a ver com a política de gestão da empresa.

Ele ingressou na Honda aos 24 anos, como temporário, logo depois foi efetivado como técnico de qualidade, quando recebeu como desafio um projeto de reengenharia da planta de Manaus, para onde se mudou em 1985. “Foi uma experiência rica, aprendi muito neste período e conheci todos os processos ligados à produção”, diz.

Em 2009, já de volta a São Paulo, Mizoguchi assumiu a vice-presidência comercial da empresa, cargo que lhe deu oportunidade de conhecer o lado da atividade que envolve o consumidor, estratégias para o mercado e outras questões que não fazem parte da rotina de quem trabalha no universo da fábrica.

 “Ter vivenciado os ‘dois lados’ me proporcionou uma visão mais ampla do negócio”, diz. Ele acredita que o fato da empresa ter um presidente brasileiro agilizará alguns processos na fábrica. “Além disso, depois de tantos anos na produção, consigo enxergar facilmente as nossas necessidades e oportunidades de melhoria para seguirmos aprimorando a qualidade de nossos produtos. Com isso, certamente a equipe terá maior facilidade para me apresentar os projetos”.

‘Prêmio é coletivo’

Ao saber de sua indicação para receber a medalha do Mérito Industrial como Industrial do Ano no Amazonas, Issao Mizoguchi disse que receberá com muita honra o título outorgado pela Fieam. “Mas reforço que isso (o prêmio) é um mérito coletivo, não individual. O reconhecimento pertence a cada um dos colaboradores da equipe Honda”, ressaltou.

O Mérito Industrial é conferido anualmente, desde 1965, ao empresário escolhido pela Fieam por relevantes serviços prestados à causa do desenvolvimento da indústria amazonense. Issao Mizoguchi será o 48º industrial brasileiro a receber a honraria. A entrega acontecerá no próximo dia 18, a partir de 20h30, no Clube do Trabalhador do Amazonas, na Alameda Cosme Ferreira, 7.399, São José.

Além de assumir a presidência da Honda da Amazônia, Issao Mizoguchi foi promovido a vice-presidente sênior da Honda South America. Ele terá como missão no novo cargo, preparar o novo presidente brasileiro e outros vice-presidentes brasileiros. “Ainda temos muito espaço a ser conquistado pelos brasileiros”, disse.

Fundada em 1948, no Japão, a Moto Honda se instalou no Brasil em 1971, quando foi fundada, em São Paulo, a Honda Motor do Brasil Ltda. Em 1976, o grupo inaugurou a planta em Manaus. A fábrica de motos tornou-se então o maior empreendimento da Zona Franca de Manaus.