Publicidade
Especiais
Especiais

Romeu e Julieta dos bois

Casal precisa se separar no festival 29/06/2012 às 16:57
Show 1
Romeu e Julieta do Festival de Parintins
Lorenna Serrão Parintins (AM)

Todo mundo conhece a história de Romeu e Julieta, um casal apaixonado que por conta do ódio entre as suas famílias, Capuletos e Montecchios, foi impedido de viver o amor e acabou tendo um final trágico. Na Ilha Tupinambarana, onde tudo é separado pelas cores azul e vermelho, encontramos uma história com enredo parecido, mas final diferente.

De famílias tradicionais de Parintins (a 325 quilômetros de Manaus), Brena Dianná, Rainha do Folclore do Caprichoso, e Atlan Kimura, fiscal de arena pelo Garantido (responsável por verificar as possíveis falhas do boi contrário), se conheceram em 2009, viraram amigos e depois de algumas “discussões” e “implicâncias”, por conta da rivalidade entre os bumbás, resolveram ouvir o coração e se entregaram à paixão.

“Eu estava morando em Manaus, mas passei em um concurso e fui transferido para cá e nessa época conheci a Brena. Nós tivemos um início um pouco conturbado, pois nesse ano o Garantido venceu o Festival devido a uma impugnação e eu estava trabalhando pela primeira vez como fiscal, ela ficou chateada comigo, mas no segundo semestre nós nos aproximamos mais e começamos a namorar”, comentou Kimura.

Brena conta que seus pais não gostaram da ideia de terem um genro do contrário, mas que aos poucos aceitaram o namoro “proibido”. “Por ele ser Garantido toda a minha família foi contra  nós ficarmos juntos, principalmente porque além de torcer pelo contrário ele gosta de discutir, é polêmico. Sabe como é perrexé, a alegoria pode estar horrível que eles vão continuar dizendo que está linda e o Caprichoso não quer ficar por baixo, por isso essa discussão rola até hoje”, comentou a Rainha do Boi Azul.

Outros obstáculos

Além da família, o casal também teve que enfrentar um outro problema. Item oficial do Caprichoso, Brena não pode acompanhar o namorado nos eventos do boi encarnado, assim como ele não é bem recebido nas festas do Touro Negro.

“Antes eu o acompanhava, ia ao curral, mas levei uma bronca do conselho de arte que disse eu não deveria frequentar esse tipo de ambiente e parei de ir, agora só ele continua frequentando o curral do Caprichoso, quando não tem eventos no boi de lá”,  completou.

Fanáticos por seus bumbás, o casal sempre arruma um tempinho para matar a saudade e aproveitar juntinhos a “Ilha Encantada”. “Nós estamos aqui há 15 dias e nos falamos sempre, eu até fui a um ensaio técnico dela, mas a partir de hoje (quinta-feira) a nossa comunicação será apenas através do telefone, pois ela estará confinada na casa dos Itens e por isso nós só vamos nos encontrar depois do Festival, na festa da vitória ou da derrota”, pontuou Atlan Kimura – que revelou quem é a sua “rainha” preferida.

“É mais um ano de Festival, ela está madura e se esforçou muito, por isso como namorado eu sempre vou torcer por ela, mas como torcedor eu torço para que dê empate entre os itens e que o Garantido seja Campeão”, comentou o “Romeu Vermelho”.

Escolhas de cada um são respeitadas

Apesar das diferenças e da rivalidade azul e vermelha. O casal diz que o respeito e o amor a tudo que envolve o Festival Folclórico de Parintins e, principalmente os bumbás, sempre estará em primeiro lugar e por isso eles não perdem tempo falando sobre assuntos que envolvam Caprichoso e Garantido, pelo menos não no mês de junho.

“As pessoas questionam, ai você namora um do lado de lá, elas sempre acham que ele vai passar alguma informação do contrário e que eu vou falar algo do Caprichoso para ele, mas isso não acontece porque nós respeitamos as nossas escolhas”, disse Brena – que revelou ainda que às vezes, durante as apresentações, o casal acaba se esbarrando pela arena. “Quem ama sempre arruma um jeitinho, né? E nós fazemos isso sempre que possível”, pontuou.

Atlan, que fica em um lugar preparado especialmente para os fiscais dos bumbás, conta que na hora da evolução da Rainha do Folclore dá uma “fugidinha” só para admirar a amada. “Eu não consigo assistir ao Festival porque fico em uma sala o tempo todo, mas na hora da apresentação da Brena eu não resisto e arrumo um jeito de vê-la”, finalizou.

Diferente da versão de Shakespeare, onde o casal apaixonado morre tragicamente. A história de Romeu e Julieta, da Ilha Encantada, terá um final feliz, mas apenas para um deles. “O caprichoso vai ganhar, meu item vai ser campeão, e eu estarei lá rindo e feliz e pronta para consolá-lo”, comentou.