Publicidade
Carnaval
ENREDO SOBRE CACHAÇA

Andanças de Ciganos comemora 42 anos com festa e distribuição de caipirinha gratuita

Na quinta-feira (18), dia do seu aniversário, a escola de samba faz a festa em frente à sua quadra com distribuição de 200 caipirinhas 16/01/2018 às 16:38
Show andan as2018
Para este ano a Andanças traz como enredo “Em Minhas Andanças Encontrei a Cachaça que Sempre Sonhei”, contando a história da cachaça. A escola de samba ensaia com todos os segmentos sempre às terças e quintas-feiras, a partir das 19h30, em frente a sua quadra /
Paulo André Nunes Manaus (AM)

Segunda agremiação carnavalesca mais antiga de Manaus, a Grêmio Recreativo Social Escola de Samba Andanças de Ciganos vai completar 42 anos na próxima quinta-feira. Uma grande festividade está programada a partir de 20h, em frente à  quadra de ensaios localizada na rua Borba, bairro Cachoeirinha, Zona Sul da cidade.

A entrada é franca e a diretoria informa que vão distribuídas 200 copos de caipirinhas para o público. Estão confirmadas como atrações principais as baterias Vai ou Racha da Andanças de Ciganos, da Vitória Régia e Primos da Ilha.

Para este ano a Andanças traz como enredo “Em Minhas Andanças Encontrei a Cachaça que Sempre Sonhei”, contando a história da cachaça. A escola de samba ensaia com todos os segmentos sempre às terças e quintas-feiras, a partir das 19h30, em frente a sua quadra.

Além da Bateria Vai ou Racha, também participam a ala musical, Ciganas, Musas e Baianas Glamurosas, mestre-sala e porta-bandeira e Ala de Passistas da agremiação. No último sábado, junto com a Reino Unido, a escola de samba deu o pontapé do programa “Central da Folia”, na TV A Crítica

Histórico

A Andanças de Ciganos é a segunda escola de samba mais antiga do Amazonas, tendo sido fundada no ano de 1976, um a menos que a Vitória Régia, que nasceu em 1975 no bairro da Praça 14 de Janeiro.

“A agremiação começou como “Bloco do Macacão”, em 1980, e virou escola de samba propriamente dita em 1984, quando ganhou o título no Grupo Especial e vários  outros títulos  e estandartes pela TV A Crítica (Rede Calderaro de Comunicação (RCC)”, explicou o advogado Vilson Benayon Filho, presidente da Andanças.

“Em 1991 a Andanças nao desfilou e retornou ao Carnaval no ano 1998, já no grupo de acesso, e em 2013 ganhou o acesso e acendeu para o grupo especial permanecendo até  a presente data, sendo que a cada ano é a escola de samba que mais cresce em Manaus. Ela é considerada, por muitos , a segunda escola do coração de quem já tem escola”, afirmou Vilson Benayon Filho