Publicidade
Carnaval
A pedido da PM

Bloco das Piranhas é adiado novamente e fica para o dia 11, também no Sambódromo

De acordo Polícia Militar, em virtude dos organizadores não terem apresentado em tempo hábil documentação necessária para a realização do evento, a banda foi adiada 03/03/2017 às 17:26 - Atualizado em 04/03/2017 às 13:03
Show piranhas2017
Em sua versão Sambódromo, o Bloco das Piranhas costuma reunir mais de 80 mil foliões / Foto: Divulgação
Paulo André Nunes Manaus (AM)

O irreverente 37º Bloco das Piranhas foi adiado pela segunda vez consecutiva, e. em vez deste domingo, dia 5, desta vez está marcado para acontecer no dia 11, um sábado, no Sambódromo, daqui a uma semana. Desta vez o adiamento se deu por conta da Polícia Militar (PM) alegar não ter condições de dar o apoio logístico ao evento em razão do jogo beneficente “Amigos do José Aldo x Amigos do Ronys Torres” que acontecerá neste sábado na Arena da Amazônia, e por conta de uma operação prevista para ocorrer domingo, dia 5, informaram Altemar Botelho, o “Teco”, e Elizeu Bacelar, dois dos organizadores da tradicional banda.

Ainda de acordo com a PM, em virtude dos organizadores do “Bloco das Piranhas”, também não terem apresentado em tempo hábil documentação necessária para a realização do evento, a banda foi adiada.

Inicialmente, o evento estava marcado para acontecer no dia 26, Domingo Gordo de Carnaval, mas pendências com documentações impediram a liberação do Sambódromo junto à Secretaria de Estado da Cultura (SEC).

À época do primeiro adiamento, a SEC informou, por meio de sua assessoria, que o adiamento se deu por conta da “demora na entrega de documentação pendente para a formalização do contrato de cessão de uso do Sambódromo pela organizadora do evento, a Associação Carnavalesca Bloco das Piranhas”.

“Esse segundo adiamento veio a pedido da Polícia Militar, por meio do subcomandante Walter Cruz, devido o grande evento do dia 4 que é o jogo do José Aldo com apoio do Governo do Estado e  que terá toda a estrutura estadual, e também por conta de uma operação da PM que será realizada domingo. A polícia disse que não teria condições de dar suporte total para o Bloco das Piranhas, que é um evento de grande porte. Faremos o evento com segurança total”, comentou Altemar Botelho.

“Esses adiamentos nos prejudicam quanto à credibilidade junto ao nosso público. Só de visualizações de um vídeo sobre o bloco temos mais de 120 mil visualizações no Facebok. Mas convidamos todos os nossos fieis foliões para se fazerem presentes no dia 11 no nosso bloco”, salientou Teco.

O Bloco das Piranhas costuma reunir, em sua versão no Sambódromo, um público superior a 80 mil pessoas. Um aparato estimado em 640 policiais militares era esperado pela organização do evento, que também vai contratar 250 seguranças e contar com 40 brigadistas.

Início

A banda nasceu em 1981, com foliões que percorriam as ruas do bairro Parque 10 de Novembro, na Zona Centro-Sul da cidade. Depois a festa foi transferida para o Centro Social Urbano (CSU) do bairro e, com o crescimento no número de brincantes, passou a ser realizada no Sambódromo de Manaus.