Publicidade
Carnaval
Especiais

Cinco mil pessoas participam do 'Grito contra a corrupção' em Coari

O evento que marcou a instalação do Conselho de Cidadãos de Coari (CONCICO), organizado por membros de entidades coarienses e moradores do município 24/02/2013 às 16:32
Show 1
Francisco Praciano participou do 'Grito contra a corrupção' em Coari
acritica.com Manaus

O presidente da Comissão Parlamentar Mista de Combate à Corrupção no Congresso Nacioanal, deputado federal Francisco Praciano (PT-AM), participou, no último sábado (23/02), em Coari, do 'Grito contra a corrupção', evento que marcou a instalação do Conselho de Cidadãos de Coari (CONCICO), uma ONG que atuará na fiscalização do uso dos recursos públicos no município. A Polícia Militar acredita que participaram do evento cerca de cinco mil pessoas, as quais se aglomeraram na praça Matriz Santana São Sebastião, situada no centro da cidade.

Segundo as entidades e moradores de Coari que participaram da organização do evento, a manifestação pública teve como um dos objetivos denunciar as o que eles classificam como irregularidades praticadas pela atual gestão, que tem à frente o prefeito Adail Pinheiro, o qual decretou, no início do ano, estado de emergência para beneficiar empreiteiros sem precisar fazer licitações. A situação foi denunciada por Praciano ao Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM).

“São contratos graciosos, feitos às escuras e sem qualidade, como o asfalto que está sendo colocado nas ruas da cidade”, afirma o presidente eleito do CONCICO, Magno da Cunha.

O CONCICO reúne diversos segmentos da sociedade coariense e autodenomina-se suprapartidário. “Temos diversos segmentos sociais envolvidos no movimento, como igrejas, donas de casa, estudantes e produtores rurais, que  querem ver transparência com o  dinheiro público” diz Alexei Chaves, eleito secretário executivo do Conselho que foi criado.

O deputado federal Praciano foi ao município acompanhado do deputado estadual Luis Castro e, em seu discurso, ressaltou a fábula de dinheiro que Coari tem recebido do governo federal, nos últimos anos, por conta dos royalties do petróleo.

 Citando dados extraídos do site da CGU (Controladoria-Geral da União), Praciano informou que, nos últimos 5 anos (2008-2012), Coari recebeu, somente em razão dos Royalties do petróleo, R$ 312.629.798, enquanto que as três maiores cidades do interior do Amazonas (Parintins, Itacoatiara e Manacapuru) receberam, juntas, R$ 5.211.461,00 (cinco milhões, duzentos e onze mil, quatrocentos e sessenta e um reais).

Coari recebeu, portanto, no mesmo período, sessenta vezes mais do que receberam, juntos, os três maiores municípios do interior do estado. “Muito dinheiro atrai ladrão. Por isso, a sociedade tem que fiscalizar, ela mesma, como são gastos esses recursos”, disse Praciano.

Com informações da assessoria do deputado Francisco Praciano.