Publicidade
Carnaval
Especiais

Garantido: Gravação do DVD e 'Red-Ray' reuniu gerações e torcida do 'Boi do Povão'

Dez mil pessoas marcaram presença no espetáculo, que aconteceu na noite de sábado (16) para domingo (17). A nação vermelha e branca agitou durante seis horas seguidas de um espetáculo repleto de emoções e beleza 18/03/2013 às 17:19
Show 1
Um dos grandes momentos da apresentação da Associação Folclórica do Boi-Bumbá Garantido
Mariana Lima ---

“Galera vermelha e branca, esse é o boi da tradição. Esse é o Garantido!”, gritou o apresentador do boi vermelho e branco, Israel Paulain, marcando o início de uma noite de comemorações centenárias. A festa serviu de pano de fundo para a gravação da última etapa de gravações do “Red-Ray” e do DVD “Garantido – O Boi do Centenário” reunindo uma multidão “avermelhada” que garantiu a emoção do Festival de Parintins no meio do sambódromo, em Manaus. A previsão é de que o lançamento desta gravação aconteça em abril deste ano.

Dez mil pessoas marcaram presença no espetáculo, que aconteceu na noite de sábado (16) para domingo (17). A galera encarnada agitou durante seis horas seguidas de espetáculo que contou com a participação de ex-itens, compositores que marcaram história do boi e de membros da família de Lindolfo Monteverde, fundador do Garantido.

Ressaltando a tradição conquistada nos últimos cem anos, o Garantido levou para a “arena” João Batista e Maria Monteverde, filhos de Lindolfo. Com a voz engasgada e trêmula de emoção, João Batista relembrou os momentos de Amo do Boi e recitou versos para o boi vermelho e branco. “É muita emoção estar aqui”, disse ele.

A velha guarda dos compositores do Garantido foi representada por Nelsinho Bulcão que cantou as primeiras toadas do boi junto com o apresentador oficial Israel Paulain e o levantador de toadas Sebastião Jr. Outro compositor tradicional do boi, Chico da Silva levantou a galera cantando a toada “Meu Boi Bonito”, que garantiu a vitória vermelha e branca em 1991. “Eu recebi o convite da comissão de artes do boi. Essa foi uma forma de homenagem de mais de duas décadas de composição de toadas para o Garantido e eu me sinto eternamente grato por conta disso”, disse o compositor-cantor.

O dueto acústico protagonizado pela cantora Márcia Siqueira e Sebastião Jr foi um dos momentos altos da noite. A dupla cantou a toada “Boi do Carmo”, também de autoria de Chico da Silva, levando a galera ora aos gritos, ora às lágrimas.

Compunha o cenário do show os bailarinos que, vestidos de índios, realizavam acrobacias e danças coreografadas transformando a noite em um verdadeiro musical teatral a céu aberto. Em meio à galera, um grupo da torcida organizada Comando Garantido, formado por cem bailarinos vindos de Itacoatiara, Parintins e Manaus, ensinava aos brincantes os passos de cada dança. No palco, a Batucada oficial ditava o ritmo do banzeiro da galera na arquibancada e emocionava os itens oficiais femininos e masculinos que se apresentavam no palco.

“Eu chorei quando eu vi a dimensão da festa. Quando vemos o tamanho dessa festa toda não tem como não se emocionar. Esse é um presente do Garantido para os brincantes de Manaus”, disse a cunhã-poranga, Tatiane Barros. O show fechou com chave de ouro com a presença dos homenageados e dos itens oficiais cantando clássicos como “Vermelhou” acompanhados de um show pirotécnico com duas toneladas de fogos de artifício.