Publicidade
Carnaval
CARNAVAL 2017

⁠⁠⁠Reino Unido da Liberdade é campeã pela 11ª vez do Carnaval amazonense

Com o tema 'No Reino das fontes de vida, o Morro em movimento sustentável faz a diferença', a escola do Morro da Liberdade conquistou o Bicampeonato 27/02/2017 às 12:48 - Atualizado em 27/02/2017 às 13:16
Paulo André Nunes Manaus (AM)

A Reino Unido da Liberdade é a grande campeã do Grupo Especial do Carnaval amazonense. A agremiação, que este ano levou para o Sambódromo o tema da sustentabilidade, foi a quarta escola a desfilar no último sábado, quando oito grandes agremiações apresentaram belos e diversificados  enredos.

A escola de samba do Morro da Liberdade somou 268,50 pontos e faturou seu 11° título no Carnaval amazonense. O segundo lugar ficou com a Vitória Régia que somou 266,9, seguido pela Grande Família com 266,8 pontos.

“Nós enfrentamos muitas dificuldades mas fizemos um grande trabalho. A Reino Unido é uma escola de samba de comunidade e dedico esse título às pessoas humildes do Morro”, comentou o presidente Jairo de Paula Beira-Mar.

Antes da apuração foi feito o pronunciamento do diretor de Carnaval da União das Escolas de Samba do Amazonas (Uesam), Fabrício Nascimento: é que a caixa que continua as notas dos jurados, e que estava lacrada, foi aberta por engano durante a leitura das notas das agremiações do acesso. Após o erro, a caixa foi  encaminhada para a direção da Ceesma até chegar a hora da leitura correta. “Na ânsia de começar logo a apuração nós não percebemos que a caixa lacrada era do Grupo Especial”, esclareceu.

A obrigatoriedade de entrega em tempo hábil a Ceesma de informações como o áudio do samba-enredo e a ficha técnica provocou a perda de 1 ponto para quatro escolas: Aparecida, Alvorada, Andanças e Vila da Barra.

A Unidos do Alvorada foi penalizada em 2 décimos por exceder o tempo de desfile em 2 minutos  (apresentou-se em 72 minutos quando o limite era 70min).

Um aparato de 72 policiais militares foi designado para atuar na a segurança da apuração, informou a corporação.

Desfile

A Reino Unido da Liberdade iniciou seu desfile às 0h05 deste sábado (25) com o tema "No Reino das fontes de vida, o Morro em movimento sustentável faz a diferença", a escola entrou no Sambódromo com vontade de ser campeã aliando em sua apresentação a genialidade do enredo à garra do povo da Zona Sul. 

O presidente da Reino, Jairo Beira-Mar, destacou a emoção como um ponto forte da escola em 2017, e mostrou confiança. "A emoção e a criatividade de trazer o povo da floresta pra brincar o Carnaval aqui no Sambódromo é coisa que nunca imaginávamos fazer. Trouxemos as comunidades da FAS, trouxemos alguma pesquisadores nativos, e os próprios nativos das comunidades. Mais somado à emoção do desfile da Reino Unido e agora é esperar o título", analisou ele.

Com muito verde, simbolizando a sustentabilidade, a Reino Unido trouxe no carro abre-alas animais e plantas amazônicas. Duas onças pintadas que movem as cabeças impressionam o público presente. A alegoria foi uma das maiores vistas no desfile deste ano e tem cerca de 30 metros de comprimento.

As alas seguintes da Reino entraram na floresta e associam ribeirinhos, pássaros, borboletas e outros animais ao tema sustentabilidade. Tribos indígenas concluíram o desfile sendo representados tanto nas fantasias como no último carro alegórico, dando ênfase à figura nativa no conceito do meio ambiente.

Bicampeã do Estandarte do Povo

O Grêmio Recreativo Escola de Samba Reino Unido da Liberdade também ganhou em todas as categorias e foi consagrada a bicampeã do Estandarte do Povo com 448, 60 pontos.

A premiação é concedida pela Rede Calderaro de Comunicação, aos melhores do Carnaval de Manaus em diversas categorias, desde 1970, por iniciativa do fundador do grupo Umberto Calderaro Filho.