Publicidade
Carnaval
ZFM em Prosa & Verso

Zona Franca de Manaus retratada em prosa e verso

Modelo de desenvolvimento também é fonte de inspiração para livros, poesia e produções no mundo virtual 28/02/2013 às 11:51
Show 1
Vista aérea do Polo Industrial de Manaus
Jornal ACRÍTICA ---

Principal “engrenagem” industrial do Amazonas, vira e mexe tem sempre alguém falando ou escrevendo sobre a Zona Franca de Manaus. No que tange à produção literária sobre esse modelo, a maioria figura em livros de prosa. O mais recente deles foi lançado no dia  22 pela Editora Cultural da Amazônica, da Rede Calderaro de Comunicação (RCC), produzido a partir de 250 artigos escritos ao longo de 30 anos pelo economista José Fernando Pereira da Silva.

Trata-se do livro “Zona Franca de Manaus, Capital e Trabalho”, no qual o autor faz uma apanhado histórico de fatos direta e indiretamente ligados à  ZFM, da qual se apresenta como um de seus mais fervorosos defensores.

Poesia

Na literatura, como na vida, entretanto, nem tudo converge para o mesmo ponto de vista. Que o diga a professora doutora Ierecê Barbosa, autora, entre outros títulos,  do livro “Chão de fábrica: ser mulher operária no Polo Industrial de Manaus”, cuja primeira edição foi produzida pela Editora Valer em 2007.

Ela é autora do poema “Sabor ZF” que dá título ao livro de poesia lançado em 1992 pela J. Scortecci Editora. No poema, Ierecê  “brinca seriamente” com os efeitos na gente local produzidos pelo advento da ZFM, numa perspectiva que tão-somente a poesia consegue alcançar, como o leitor vai conferir.

Obra sobre modelo no Itunes

Na lógica da sustentabilidade, da globalização e da democratização da informação, o escritor, engenheiro e professor Antônio José Botelho disponibilizou nas livrarias virtuais do planeta a segunda edição do seu livro “Pequeno Ensaio em Prol da Construção de um Capitalismo Amazônico a partir de Manaus”, em versão eletrônica, através do iTunes da Apple.


Esta versão ebook é a segunda edição do livro publicado pela Editora Caminha Consultoria em 2011, a qual foi plenamente distribuída Revista Via Legis. Trata-se da mais recente publicação do autor, voltada para o desenvolvimento econômico da Amazônia, partindo do pressuposto da necessidade de uma revisão da natureza filosófica e ideológica da Zona Franca de Manaus.

O download pode ser feito gratuitamente. “O objetivo é ampliar o acesso às ideias e aos conceitos reunidos neste livro, possibilitando o acesso a um maior número de leitores interessados no tema”, explica Botelho, acrescentando que já foram feitos download em em diversos países como Suécia, Itália, França e Estados Unidos.

Pequena e importante obra

Se você nada sabe sobre a Zona Franca de Manaus, mas deseja penetrar no universo dela sem muitas delongas, envolvido por uma atmosfera crítica, um dos livros apropriados para isso é “Zona Franca de Manaus – condicionantes do futuro”, escrito por Ronaldo Bomfim e Lissandro Botelho e publicado pela Editora Valer em 2009.


Como o próprio título da obra sugere, os autores desprendem-se do presente, mas sem desprezar as origens desse modelo de desenvolvimento econômico, para traçarem uma perspectiva daquilo que, no entendimento deles, constitui tarefa inadiável no que tange ao fortalecimento da ZFM.

Para tanto, Bomfim e Botelho fizeram um diagnóstico dos gargalos do modelo para, em seguida, propor sugestões de curto, médio e longo prazo, as quais, uma vez implementadas, ajudariam a reforçar a competitividade da ZFM, visto que os incentivos fiscais, segundo eles, já não seriam suficientes para a sua sobrevivência, ainda que venha – como está sendo – prorrogada, mais uma vez.