Publicidade
Esportes
Craque

A Lenda do Real Madrid, Di Stéfano morre aos 88 anos nesta segunda (7)

Reconhecidamente o maior jogador da história do clube espanhol, o craque estava internado desde sábado (5), após sofrer uma parada cadiorrespiratória 07/07/2014 às 12:17
Show 1
Morre Di Stéfano, maior ídolo da história do Real Madrid.
ACRÍTICA.COM Manaus (AM)

O futebol perdeu um de seus maiores ícones na manhã desta segunda-feira (7). Alfredo Di Stéfano morreu em decorrência de um ataque cardíco ocorrido no último sábado (5). O ex-jogador morava na capital espanhola, cidade onde ele foi eternizado pela equipe do Real Madrid como o maior atleta que vestiu a camisa do clube.

“La Saeta Rubia” ("A Flecha Loira", como era conhecido) chegou ao clube espanhol em 1952, quando o Millonarios, da Colômbia, recebeu um convite para ser o adversário do poderoso Real Madrid, da Espanha, em comemoração aos 50 anos do clube merengue. Na bagagem, os colombianos levaram sua grande estrela: Alfredo Di Stéfano.

Jogador de uma velocidade impressionante, além dos chutes poderosos e capacidade de decisão até então pouco vista em um mundo que ainda não conhecia Pelé. O quase imbatível Real Madri, foi derrotado por 4 a 2, com dois gols daquele argentino nascido em Buenos Aires, no dia 4 de julho de 1926. Os dirigentes do clube espanhol não pensaram duas vezes em contratar o craque.  


Com a camisa merengue, Di Stéfano tem números impressionantes: foram 307 gols em 371 jogos entre os anos de 1953 a 1964. Com o argentino em campo, o Real Madri arrebatou cinco Champions League consecutivas, simplesmete a metade das conquistadas até hoje. Além dos títulos internacionais, "A Flecha Loira" ajudou o clube a levantar oito campeonatos nacionais.

O sucesso o vez vestir a camisa da “Fúria”, apelido da Seleção da Espanha. Porém, com a camisa da seleção espanhola, não teve o mesmo sucesso e nunca chegou a disputar uma Copa do Mundo, talvez a maior frustração de sua carreira.