Publicidade
Esportes
Craque

Aderbal Lana vira objeto de desejo de times do Amazonas

Técnico foi sondado pelo Nacional no fim de semana e é a “bola da vez” para assumir a vaga deixada por Leo Goiano no Leão da Vila Municipal 10/04/2012 às 07:30
Show 1
Clubes locais se mobilizam para ter Lana como treinador
Adan Garantizado Manaus

A campanha do Princesa, finalista do 1º turno do Campeonato Amazonense fez com que um treinador que andava esquecido pelos clubes locais voltasse a ser um “sonho de consumo” para muitos deles. Embora o Tubarão tenha caído de produção no 2º turno, Aderbal Lana recuperou seu prestigio. Prova disso é que o treinador anda mais assediado do que um popstar.

Lana foi sondado pelo Nacional no fim de semana e é a “bola da vez” para assumir a vaga deixada por Leo Goiano no clube da Vila Municipal. Além de confirmar a sondagem, o treinador revelou ao CRAQUE que este não é o primeiro convite que recebe para atravessar a ponte Rio Negro e trocar Manacapuru por Manaus.

Lana também foi procurado pelo Fast Clube há algumas semanas. O técnico, porém, prefere esperar pela diretoria do Princesa antes de abrir negociação com o Naça.

“Comuniquei ao Rafael (Maddy, diretor do  Princesa) quando me ligaram de lá (Nacional). Ele decidirá o que devo fazer. Foi assim quando o Fast me procurou há umas duas semanas. Sou treinador do Princesa, tenho um compromisso com o clube. Se me liberarem, ok”, declarou Aderbal, que terá uma reunião com Rafael Maddy na manhã de hoje. 

“Acho que não podemos prejudicar o profissional. Fico feliz quando vejo outros clubes procurando o Lana. No começo do campeonato, ninguém acreditou nele e o Princesa lhe estendeu a mão. Ele já sabe a minha posição, mas quero conversar e ouvi-lo”, disse Maddy.

Nem que sim, nem que não!
O Nacional não confirma, mas também não nega o interesse em Lana. Durante a tarde de ontem, a diretoria se reuniu para buscar um nome de consenso. O vice-presidente do clube, Gilson Motta, disse apenas que estuda “vários nomes” para assumir o clube.

“Estamos trabalhando com treinadores que estão empregados. Por isso tem sido difícil. São dois aqui do Amazonas e três de fora”, resumiu.

Questionado se um dos nomes era o de Lana, Gilson desconversou. “Recebo ligações de gente de todos os cantos do mundo querendo trabalhar no Nacional. Todos querem vir, mas não é bem assim”.

O vice-presidente do Naça disse que o substituto de Leo Goiano será definido na manhã desta terça-feira, no mesmo horário da reunião entre Lana e Maddy em Manacapuru.