Publicidade
Esportes
TIME DO AM

Treinador do Iranduba faz avaliação positiva após vitória sobre o Kindermann

De acordo com o técnico, a base de informações que o time teve sobre o adversário deixou bem clara a estratégia a se adotar 26/04/2018 às 10:53 - Atualizado em 26/04/2018 às 11:27
Show adilson
(Foto: Denir Simplício)
Camila Leonel Manaus (AM)

Após a primeira vitória do Iranduba sobre o Kindermann no Campeonato Brasileiro, o técnico Adilson Galdino fez uma boa avaliação do grupo durante a partida da tarde dessa quarta-feira (25). De acordo com o técnico, a base de informações que o time teve sobre o adversário deixou bem clara a estratégia a se adotar: a de montar o time no 4-4-2 compactado, reforçando a defesa e aproveitando os espaços para o contra-ataque.

“Tivemos uma boa proposta de jogo dentro do que a gente vinha treinando e sabendo da força do adversário nos seus domínios, treinamos essa organização defensiva de forma precisa e nos momentos que pudesse explorar o contra-ataque que fosse feito com inteligência, e foi isso que aconteceu em alguns momentos do jogo. Suportamos muito bem com uma boa organização. Não fizemos um jogo em cima do que estamos acostumados, mas aplicação e espírito de grupo não faltou”, avaliou.

Porém, o técnico sabe que para uma equipe que tem um potencial ofensivo grande ficar atrás não seria das tarefas mais fáceis, principalmente quando viesse a pressão adversária. Mas Galdino destacou a maturidade psicológica de suas comandadas que “souberam sofrer”.

“Psicologicamente é uma equipe mais madura que já vem se adaptando e crescendo a cada ano que passa com grandes jogos, grandes decisões. Hoje chegaram atletas experientes e a nossa maneira de trabalhar foi essa troca de experiência. Nós temos uma filosofia com muita transparência e com essa força do grupo acredito que tiveram uma boa resposta dentro de campo. Saímos daqui com o resultado positivo de grande valor, o que foi valorizado pela equipe local que nos deu muita dificuldade. Sofremos, mas soubemos sofrer. Tivemos uma equipe muito consciente dentro de campo na organização defensiva e explorando o contra-ataque. Essa foi a nossa proposta hoje e fomos felizes”, explica o técnico.

Para a primeira rodada, Galdino não pôde contar com Giovânia, Pri Back e Jujuba, que não conseguiram ser regularizadas a tempo de entrar em campo nesta quarta-feira. Elas vinham treinando no time titular, mas a ausência delas foi facilmente suprida já que durante a pré-temporada, a equipe treinou várias formações. Ou seja: o Iranduba não possui apenas um time titular.

“Durante todo o período de pré temporada testamos várias mudanças. A equipe titular não tem uma única formação e sim o grupo todo. Isso se concretizou com a aplicação de todas elas”, revelou.

Além das jogadoras que não conseguiram se regularizar, o Iranduba teve outras cinco ausências: Luana, Sol, Laura, Monalisa e Brenda, que estão treinando com a seleção Sub-20, baixas que foram sentidas, mas que segundo o treinador, a força do grupo foi suficiente para cobrir.

“As cinco que estão na sub-20 nos fazem falta. São atletas de qualidade que compõem muito bem, mas temos uma filosofia de ser transparentes. As oportunidades aparecem para quem trabalha. Estamos em uma crescente e isso prevaleceu hoje. As ausentes fizeram falta, mas o grupo supriu essa necessidade e fomo abençoados por um gol, uma bola que a gente concluiu e fizemos os três pontos”, completou o técnico. 

Publicidade
Publicidade