Publicidade
Esportes
Craque

Adinamar Abib lembra com saudade dos tempos de glória do Fast (AM)

Como jogador Abib defendeu o Rolo Compressor, mas como técnico dirigiu o Nacional. Dos ídolos entrevistados, Adinamar é o que mais conhece o futebol profissional na atualidade 25/05/2012 às 10:42
Show 1
Adinamar Abib lembra dos tempos de glória que protagonizou no Fast Clube
Paulo Ricardo Oliveira Manaus

Adinamar Abib foi traído por um momento de saudosismo durante uma rápida visita ao Parque Amazonense, onde fez belas apresentações de alguns gols com a camisa tricolor. O  ex-craque, que jogava na ponta esquerda, sentou por alguns minutos e calou-se em lembranças de sua labuta em campo.

“A final de 1971 foi no Vivaldão, mas a do ano anterior foi aqui nesse estádio. Bons tempos. Agora o Parque Amazonense está assim entregue ao mato, ao desleixo, sem memória. Fico um pouco triste por isso”.

Como jogador Adinamar defendeu o Fast, mas como técnico dirigiu o Nacional. Dos ídolos entrevistados, Adinamar é o que mais conhece o futebol profissional na atualidade, pois comandou recentemente o Penarol, o Nacional, o Rio Negro.

 Político, o treinador - que está desempregado - afirmou que não tem preferência por Fast ou Nacional na final de 2012. “São duas equipes fortes: o Fast manteve uma base que já joga junta a uns dois anos, tem uma equipe forte e competitiva. Da mesma forma o Nacional, que tem jogadores de qualidade, tem um treinador experiente. Vai vencer o time que errar menos”.