Publicidade
Esportes
Craque

Adriano falta a mais uma sessão de fisioterapia, e Fla descarta cobrança, diz jornal

A diretoria mostra decepção com a nova ausência, mas evita o choque e afirma que a responsabilidade de seguir o tratamento é somente do Imperador 18/07/2012 às 10:46
Show 1
Adriano, em recuperação após cirurgia, treina no Flamengo
Uol/ Esporte ---

O ambiente tumultuado do Flamengo por causa das tentativas frustradas de contratações não deixou Adriano em segundo plano. O atacante não apareceu no Ninho do Urubu nesta terça-feira e faltou a mais uma sessão de fisioterapia do processo de recuperação da cirurgia no tendão calcâneo do pé esquerdo. A diretoria mostra decepção com a nova ausência, mas evita o choque e afirma que a responsabilidade de seguir o tratamento é somente do Imperador.

De acordo com o jornal Extra, Adriano esteve em uma casa de shows na noite de segunda-feira. Pela manhã do dia seguinte, não se apresentou para o trabalho integral definido pela equipe que o acompanha no centro de treinamento do Flamengo. A diretoria rubro-negra descarta fazer cobranças, apesar de mais uma falta do jogador.

“Ele não é funcionário do Flamengo. Eu já falei que o clube apenas abriu as portas para o tratamento dele. A responsabilidade é toda dele. Quando não vem, quem está perdendo é ele mesmo”, avisou o diretor de futebol Zinho.

Mesmo sem vínculo com o Flamengo, Adriano tem atenção especial do clube desde que deixou o Corinthians. Ele foi operado por José Luiz Runco no dia 13 de abril e, agora, conta com o acompanhamento de uma equipe multidisciplinar, com direito a fisiologista e nutricionista.

“O motivo de ele ter faltado eu não sei te dizer. Os profissionais da fisioterapia, que cuidam dele, não receberam nenhum telefonema dele informando que não viria, ou explicando o motivo”, continuou Zinho.

As ausências atrasam o prazo de recuperação do problema no tendão calcâneo. A expectativa é que Adriano retorne aos gramados em setembro e converse com o Flamengo para a elaboração de um contrato para voltar a vestir a camisa rubro-negra. O mais provável é que o Imperador assine um termo de risco para jogar pelo clube que o revelou.