Publicidade
Esportes
Craque

Amazonenses trocam carnaval por torneio de Tiro Prático nos EUA

Cinco atiradores, entre eles Márcio Gabriel e Bruna Mirandola, se preparam para o Flórida Open que vai acontecer nos dias 17,18 e 19 de fevereiro 31/01/2012 às 21:37
Show 1
Em 2010, Marcio Gabriel entrou para o Livro dos Recordes como o atirador mais novo
Lorenna Serrão Manaus

Dizem que no Brasil o ano começa oficialmente depois do carnaval, considerada a maior festa popular do país. Mas não são todas as pessoas que gostam da folia, por isso algumas aproveitam esta época para descansar ou viajar. No Amazonas, dois atletas resolveram inovar e ao invés de “pularem carnaval” vão passar os três dias atirando. Márcio Gabriel e Bruna Mirandola se preparam para participar do Flórida Open de Tiro Prático que vai acontecer nos dias 17, 18 e 19 de fevereiro, nos Estados Unidos.

Além dos dois atiradores, mais três atletas devem formar a equipe que irá representar o estado na disputa internacional, entre eles o presidente da Federação Amazonense de Tiro Prático Marcus Mirandola.

“Na verdade este torneio é mais uma preparação para o mundial de 2014 que vai acontecer no mesmo local do Open Flórida, então nós estamos indo para conhecer o terreno, afinal queremos ir para Mundial, então será uma disputa importante para todos nós”, comentou Mirandola.

Esta será a terceira competição internacional de Márcio Gabriel, o atirador mais novo do planeta, ele disse que está tranquilo.

“Tento encarar como uma competição normal, sem pensar que é internacional, assim não fico nervoso e acabo com a pressão de ir competir fora do Brasil”, completou o tirador que antes era conhecido como o mascote entre os concorrentes.

“Depois que entrei para o Guinness as coisas mudaram, agora as pessoas me respeitam, não sou mais visto como um menino e sim como um atirador profissional”, pontuou.


Já Bruna Mirandola (14) vive um momento “tenso”. Filha do presidente da Federação Amazonense e também atirador profissional, Marcos Mirandola, ela é a segunda mulher do Amazonas praticante da modalidade e se prepara para o primeiro torneio.

“Ser a segunda mulher a representar o Amazonas e ainda por cima ter um pai experiente pesa sim, existe uma pressão, mas penso que a única coisa que eu posso fazer é dar o meu melhor e eu estou treinando para isso, estou focada e tenho certeza de que vou alcançar um bom resultado”, pontuou.

O Open Flórida de Tiro Prático deve reunir mais de 600 atiradores do mundo todo. Os Amazonenses embarcam pelo menos cinco dias antes do início do torneio.