Publicidade
Esportes
Craque

Andrés diz que São Paulo gastou cartucho com Lucas

O dirigente da CBF também falou que a liberação aconteceu somente após a Federação Paulista de Futebol fazer o pedido, por volta das 18 horas de sexta-feira 25/02/2012 às 13:20
Show 1
Andrés Sanchez falou mais uma vez sobre a polêmica da ida de Lucas para a seleção brasileira
Do UOL, em São Paulo Manaus

O diretor de seleções da CBF, Andrés Sanchez, falou mais uma vez sobre a polêmica em que se envolveu com o técnico são-paulino Emerson Leão sobre a liberação de Lucas para o amistoso da seleção brasileira contra a Bósnia, na terça-feira, na Suíça. Além de afirmar que a entidade irá manter o processo contra o treinador no STJD, o dirigente mandou um recado para o clube.

“Agora eles gastaram um cartucho que talvez faça falta lá na frente”, disse Andrés, em entrevista à TV Globo.

O dirigente da CBF também falou que a liberação aconteceu somente após a Federação Paulista de Futebol fazer o pedido, por volta das 18 horas de sexta-feira. "O pedido chegou e não vejo porque não liberar, sou um cara de diálogo. Como ele não vai perder nenhum treino com os companheiros e o São Paulo está fazendo uma logística para ele chegar, não teve problema", afirmou. 

Leão declarou que soube através de "uma fonte da CBF" que a entidade teria sugerido que Lucas forçasse cartões amarelos para que fosse suspenso para o clássico contra o Palmeiras, em Presidente Prudente, neste domingo. Andrés voltou a questionar o treinador e reforçou a intenção de levá-lo a julgamento no STJD. 

"Não se pode deixar uma coisas dessas no ar sem falar quem foi. Quero saber quem foi para demitir essa pessoa. Quero que ele reconheça no STJD. Ele foi infeliz ao dizer isso e quero que ou ele reconheça isso no STJD ou que diga quem foi", declarou Andrés. 

Sobre o fato de Leão ter o procurado para conversar, mas seu telefone só dava caixa postal, Andrés rebateu mais uma vez. "Se ele tivesse deixado recado, eu com certeza retornaria. Só falei com o Juvenal", relatou. 

No início da noite de sexta-feira, a CBF anunciou que Lucas estava liberado para jogar o clássico contra o Palmeiras e que poderia se apresentar somente na noite de domingo, após o fim da rodada. 

Alheio à toda a polêmica que envolveu seu nome, Lucas falou sobre o jogo de domingo. "Minha expectativa é muito boa para disputar esse clássico depois de tudo que aconteceu. Agora só quero entrar em campo e fazer meu papel. Sei da minha importância para o time, então tenho de fazer o melhor possível pelo São Paulo", disse o jogador ao site oficial do clube. 

"Meu objetivo é conquistar uma vitória no clássico e depois ir para a seleção e trazer outro triunfo. Estou muito focado no que quero e vou atrás destes objetivos", completou.