Publicidade
Esportes
Craque

Apenas 11 dos 38 aeródromos do Amazonas operam em boas condições

O dado foi apresentado nesta quinta-feira (1) pelo presidente da Associação Amazonense de Municípios, Jair Souto 01/03/2012 às 18:06
Show 1
Aeroclube de Manaus está sob investigação do MPF
Mariana Lima Manaus

Apenas 11 dos 38 aeródromos que funcionam em municípios do Amazonas operam em boas condições. O dado foi apresentado nesta quinta-feira (1) pelo presidente da Associação Amazonense de Municípios, Jair Souto, que afirma: os municípios do Estado irão devolver a administração dos aeroportos para o Governo Federal.

Segundo os dados da Associação dos Municípios, sete cidades do interior do estado funcionam em situação irregular, ou seja, não possuem condições de seguranças exigidas pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Outros três aeroportos estão considerados “ruins”, funcionando sem condições técnicas necessárias como asfaltos em boas condições.

De todos os 38 aeroportos, segundo a Associação, apenas 11 funcionam em boas condições de operação. As prefeituras de cada cidade são as responsáveis pelos custos e funcionamento dos aeródromos e alegam não possuir verbas o suficiente para manter os aeroportos.

“Nas últimas décadas as prefeituras tomaram para si a responsabilidade da administração dos aeródromos. Foi uma atitude desesperada na tentativa de salvar esses espaços abandonados que possuem suma importância para os municípios, mas não deu certo. É necessário municipalizar não somente os aeródromos como também a verba para cuidar deles”, disse Jair.

Durante reunião, os prefeitos do Amazonas decidiram que irão devolver a responsabilidade da administração de seus aeródromos ao Governo Federal. “Nós entendemos que eles possuem maiores condições que a gente. Por isso marcaremos uma reunião onde manifestaremos nossa vontade de devolver a responsabilidade desses espaços a Infraero”, afirma o presidente da Associação.

A Associação Amazonense dos Municípios não quis divulgar o nome das cidades que apresentaram os melhores ou piores aeroportos do Estado.

Segunda tentativa

Em setembro de 2011, a associação já havia promovido um encontro entre presentes prefeitos, dirigentes da Anac, Infraero e representantes da bancada federal do Estado no Congresso Nacional em Manaus para debater o tema, onde ficou acertado que os municípios receberiam verbas no orçamento para realizar essas manutenções.