Publicidade
Esportes
Craque

Após derrota e ‘sumiço’ de Rosembrick, paz volta a reinar no Fast Clube

Menos de 24 horas depois da confusão envolvendo o meia do Rolo Compressor, que não compareceu ao duelo com o Princesa do Solimões, uma longa conversa deu fim aos rumores de um “racha” entre jogador e o clube 16/04/2015 às 19:09
Show 1
Conversa ao pé de ouvido parece ter selado a paz entre Rosembrick e o Fast Clube.
Denir Simplício Manaus (AM)

Um dia após a derrota para o Princesa do Solimões, por 2 a 1, no estádio da Colina, com direito a sumiço de Rosembrick, a paz parece estar selada entre jogador e o clube. Comissão técnica e elenco se reuniram por pelo menos uma hora antes do treino desta quinta-feira (16), no Campo da Ulbra, na Zona Centro-Sul de Manus, e “lavaram a roupa suja”.

O técnico João Carlos Cavalo cobrou o time pelo revés contra o Tubarão e, sem querer entrar em detalhes, deu um “puxão de orelhas” na estrela do time, o meia Rosembrick. O comandante do Rolo Compressor afirmou que houve um erro de comunicação entre o transporte que apanha os atletas e o jogador. Mesmo assim não deixou de criticar o “Mago”, apelido do meia, pela falta.

“Eu, como treinador e comandante do time, tenho de impor normas. Nós marcamos um horário. E como ele não apareceu no horário... não foi relacionado pro jogo. Foi um deslize de todos (jogador e transporte), principalmente dele, que poderia ter ido (para o jogo). Mas isso já foi conversado e ele aceitou de boa. Está tudo sanado”, explicou Cavalo. 

Pouco antes do início do coletivo contra a equipe de juniores do Fast, Cavalo chamou Rosembrick para uma conversa mais reservada e ambos “acertaram os ponteiros”. No domingo (19), o Tricolor enfrenta o Iranduba, no estádio Carlos Zamith, na Zona Leste da capital, pela 10ª rodada do Barezão e uma boa atuação do Mago seria ótimo para sanar qualquer rusga entre atleta e o clube.

Considerado o craque do time, o meia afirmou que a condução responsável em apanhá-lo não passou e ele retornou para casa. Sem o Mago em campo, o Rolo Compressor caiu diante do Tubarão e permanece com 16 pontos ganhos. A derrota empurrou o Tricolor para a 3ª posição na tábua de classificação do Amazonense.