Publicidade
Esportes
Craque

Após vitória no UFC, José Aldo agradece apoio dos amazonense

Nos dois últimos rounds, o brasileiro se preocupou mais em se defender e aplicar golpes que impressionassem os juízes e o público 03/02/2013 às 19:59
Show 1
José Aldo durante combate contra Frank Edgar
Acritica.com Manaus (AM)

O amazonense José Aldo Júnior provou mais uma vez porque já pode ser considerado um dos maiores lutadores de todos os tempos das Artes Marciais Mistas (MMA). Na madrugada deste domingo, o garoto nascido e criado no bairro do Alvorada, na capital do Amazonas, venceu o americano Frankie Edgard e manteve o cinturão de campeão peso-pena do Ultimate Fighting Championship (UFC).  Ao final do combate, com o cinturão na mãos, agradeceu a torcida de Manaus.

“Queria mandar um abraço para toda a galera de Manaus que está me assistindo. Também dedico esta vitória à cidade de Santa Maria, que passou por uma tragédia. Mando todo o meu sentimento para lá”, afirmou o campeão amazonense, que é patrocinado pela Prefeitura de Manaus.

A luta

Sem lutar há mais de um ano, Aldo controlou bem a luta desde o início, contrariando muitos críticos que chegaram a colocar Edgar, ex-campeão peso-leve, como favorito para o combate. Ele evitou as quedas dos adversário nos dois primeiros rounds e abusou dos chutes baixos para magoar a perna esquerda de Edgar, que passou a apresentar vermelhidão no local. O campeão também utilizou muitos jabs, deixando o rosto do adversário com hematomas claros.

Nos dois últimos rounds, o brasileiro se preocupou mais em se defender e aplicar golpes que impressionassem os juízes e o público. Primeiro tentou joelhadas voadoras. Em seguida partiu para o chute giratório, que por pouco não atingiu o rival. Pouco antes da luta terminar, o amazonense desferiu um belo golpe. Ele usou a grade para dar impulse com um dos pés e aplicou um ‘Superman punch’, quando o lutador salta socando, para delírio da torcida.

Com mais uma vitória no cartel, os próximos passos de José Aldo Júnior já começam a ser planejados. O presidente do UFC, Dana White, cogitou o norte-americano Anthony Pettis como o próximo desafiante do campeão entre os penas.