Publicidade
Esportes
Visita Fifa

Arena da Amazônia em Manaus recebe visita de Comissão técnica da Fifa

Grupo formado por 36 pessoas avaliou áreas estratégicas na chamada “ operação de estádio” que precisam funcionar durante a realização dos jogos da Copa do Mundo 10/03/2012 às 14:48
Show 1
Alguns integrantes do Comitê da Fifa e do COL em visita às obras da Arena da Amazônia
Cassandra Castro Manaus

Técnicos da Federação Internacional de Futebol (Fifa) e do Comitê Organizador Local (COL) da Copa de 2014 visitaram na manhã deste sábado ( 10), as obras da Arena da Amazônia em Manaus.  A visita foi para avaliar 12 áreas operacionais , entre elas , locais onde vão ser instalados por exemplo, o Centro de Mídias e o Centro de Voluntariado, áreas de acesso de torcedores e árbitros e quesitos ligados a segurança e transporte.  Os técnicos foram divididos em seis equipes que ficaram espalhadas em pontos específicos do canteiro de obras.

Durante entrevista coletiva, o diretor do escritório da Fifa no Brasil, Fúlvio Danilas disse que nestas visitas  às obras em andamento nas 12 cidades sub-sedes da Copa de 2014 são avaliadas plantas e projetos pelos técnicos e que esta era a primeira oportunidade para que as equipes vejam in loco detalhes como por exemplo, a topografia do local.

Questionado sobre fatores como a internet em Manaus por exemplo, o diretor da Fifa afirmou que tem confiança no governo brasileiro na tomada de providências que forem necessárias para que o serviço seja disponibilizado com qualidade durante o mundial de futebol.  O  diretor Executivo de Operações do COL , Ricardo Trade afirmou que em nenhuma das sub-sedes vai haver mudanças nos projetos originais dos estádios e arenas. O que for verificado durante as visitas técnicas vai ser repassado aos gestores das obras para que sejam feitas as adaptações necessárias e viáveis que garantam a realização dos jogos.

Ricardo Trade também comentou as vantagens de algumas cidades sede que já possuem estruturas físicas fixas que vão ser utilizadas durante a Copa, como é o caso de Manaus. “É indiscutivelmente uma vantagem utilizar espaços já existentes inclusive gerando economia de recursos. Além de Manaus, ele também citou o exemplo de Belo Horizonte que tem o Mineirinho e o Rio de Janeiro que possui o Maracanazinho e o parque aquático Júlio Delamare.

De acordo com o coordenador da Unidade Gestora do Projeto Copa ( UGP Copa), Miguel  Capobiango Neto, 37% da obra da Arena da Amazônia está completada.  A Comitiva da Fifa parte de Manaus no domingo com destino a Natal (RN) dando continuidade ao cronograma de visitas técnicas.