Publicidade
Esportes
Craque

Atleta e público inglês visitam sede da comissão brasileira em Londres

A casa brasileira em Londres, o complexo esportivo de Crystal Palace, foi invadido, nesta segunda-feira, por centenas de britânicos. Mas a invasão foi por um bom motivo: a passagem da tocha olímpica 24/07/2012 às 21:30
Show 1
Londres 2012: Ingleses e brasileiros presentes quiseram registrar o momento histórico
Leandro Prazeres Londres

A casa brasileira em Londres, o complexo esportivo de Crystal Palace, foi invadido, nesta segunda-feira,  por centenas de britânicos. Mas a invasão foi por um bom motivo: a passagem da tocha olímpica.

Na manhã desta segunda-feira, a pista de atletismo onde os corredores brasileiros estão treinando para os Jogos Olímpicos foi aberta para que a comunidade local e os “brazucas” acompanhassem a chegada da chama olímpica à região.

Desde que chegou ao Reino Unido, há pouco mais de dois meses, a tocha olímpica já viajou por quase todo o país bretão e ontem foi a vez dos brasileiros instalados em Crystal Palace acompanharem esse momento marcante.

Os portões, que sempre estão fechados e guardados por seguranças com ordens de não deixar ninguém passar além dos atletas, foram abertos.

Os londrinos, que aproveitaram o primeiro dia das férias de verão, lotaram a pista de atletismo à espera do velocista inglês Marlon Devonish, que carregou a tocha para o delírio dos expectadores.

Devonish ganhou a medalha de ouro no revezamento 4x100 metros nas Olimpíadas de 2004, em Atenas.

“Foi uma grande emoção para mim fazer parte dessa cerimônia. Neste ano, eu não pude estar nas olimpíadas no meu país, mas de uma certa forma, eu estou fazendo parte dessa festa. Estou bastante emocionado”, disse Devonish para a reportagem de A CRÍTICA.

A tocha chegou a Crystal Palace por volta das 10h30 (horário local). Devonish correu por parte da pista de atletismo sob as palmas de centenas de pessoas que o esperavam desde o início da manhã.

Até o velocista amazonense, Sandro Viana, que vai disputar a prova dos 200 metros livres e o revezamento 4X100 metros, em Londres, parou para assistir a cerimônia.

Entre um aplauso e outro, Sandro foi bastante “tietado” por britânicos e brasileiros que também estiveram por lá para conferir o evento.

“Isso tudo é muito emocionante para mim”, disse o velocista amazonense.

Marlon Devonish - Velocista inglês, ouro no revezamento 4X100 em Atenas

1 Qual a sensação de participar da cerimônia de carregar a tocha olímpica no seu país?
É uma sensação maravilhosa. Neste ano, eu treinei, mas infelizmente, não pude disputar as Olimpíadas na minha casa. Então, esta é uma nova maneira de participar desse momento tão importante para o meu país.

2  Tem algum gosto diferente carregar a tocha aqui dentro da “casa brasileira” em Londres?
Eu adoro o Brasil e a vibração das pessoas aqui presentes está realmente muito boa. É uma honra carregar a tocha aqui, principalmente porque os próximos jogos serão no Brasil.

3  Quais os atletas brasileiros de quem você é fã?
Tem vários atletas brasileiros que eu admiro muito, mas agora, os nomes me fugiram da cabeça. Eu gosto muito de times brasileiros (de futebol). Eles são muito fortes e competitivos.


No primeiro dia das férias de verão na Inglaterra, a garotada invadiu a pista de atletismo de Crystal Palace

Pista vira parque de diversões
Para os londrinos, a chegada da tocha foi uma verdadeira festa. Carlie Buckley levou suas duas filhas para assistir a chegada da chama olímpica, mas foi depois que ela deixou Crystal Palace que suas meninas se divertiram de verdade. As duas se jogaram na cancha de areia onde as atletas do salto em distância treinam.

“Elas estão adorando. O dia está lindo e toda essa movimentação nos deixou bastante felizes”, disse Carlie.

A francesa Christel Reed, que mora em Londres há mais de dez anos, diz que é bom receber os brasileiros em sua vizinhança.

“É uma honra receber toda essa cultura brasileira aqui. É a primeira vez que fico perto de atletas olímpicos e os brasileiros parecem tão simpáticos. Estão sempre tirando fotos com a gente”, elogiou.

Com nome português, a britânica Martha de Abril diz que a presença da delegação brasileira na região de Crystal Palace está fazendo bem à comunidade.

“Todos em Londres já estão sentindo o clima das Olimpíadas, mas a chegada do Brasil está animando todo mundo aqui”.