Publicidade
Esportes
WRESTLING

Atletas do AM garantem três vagas para Mundial Universitário de Wrestling

Classificação ocorreu após equipe conquistar três medalhas de ouro, duas pratas e um bronze nos Jogos Universitários Brasileiros de Luta, em Goiás 17/04/2018 às 14:11
Show 89
Foto: Divulgação
acritica.com

Após conquistarem ouro nos Jogos Universitários Brasileiros de Luta (Jubs 2018), no final de semana, em Goiânia (GO), atletas do Centro de Treinamento de Alto Rendimento da Amazônia garantiram três vagas para o Mundial Universitário de Wrestling, em setembro, novamente em Goiás.

Os lutadores contam com o apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), na competição que é organizada pela Confederação Brasileira de Desporto Universitário (CBDU). Com 100% de rendimento, os amazonenses voltaram para casa com três medalhas de ouro, duas pratas e um bronze.

O técnico e presidente da Federação Amazonense de Luta Livre Esportiva (Falle), Waldeci Silva, ficou bastante satisfeito pela conquista, mas alertou que o treinamento será dobrado aos que conquistaram a vaga no Mundial.

“Essas medalhas são a prova viva de que a dedicação e empenho desses atletas jamais serão em vão. O Mundial Universitário de Wrestling será entre os dias 5 e 9 de setembro, em Goiânia (GO), e o objetivo agora é focar neste novo desafio. A competição será no Brasil e isso nos ajuda muito por conta do deslocamento e devemos agarrar essa oportunidade e buscar esse título dentro de casa. Para isso contamos com o apoio da Sejel, que tem sido a nossa grande parceira”, afirmou.

As medalhas de ouro e consecutiva classificação para o Mundial foram conquistadas por Andria Pimentel (57kg), David Moreira (65kg) e Matheus Frota (74kg). Wilson Miranda (74kg) e Lucas Machado (79kg) faturaram medalhas de prata e Rodrigo Falabella (70kg) ficou com o bronze. O técnico foi o professor David Uchoa.

Classificação

Com vaga garantida no Mundial Universitário de Wrestling, o estudante de Enfermagem da Uninassau, David Moreira (65kg), disse estar com a sensação de dever cumprido. “Pelo menos por enquanto, consegui fazer aquilo que me propus quando fui competir no Jubs de Lutas. Graças a Deus consegui minha vaga para o Mundial e vou treinar cada vez mais para garantir esse título para minha instituição e para o Amazonas. Os treinos tem sido primordiais para meu desempenho e fico muito grato aos meus professores, colegas e à Sejel por todo o apoio”, ressaltou.

Publicidade
Publicidade