Publicidade
Esportes
Craque

Atletas do AM participam do Campeonato Brasileiro Adulto de Tiro com Arco

O campeonato ocorre de 28 de outubro a 2 de novembro, em Goiânia-GO e conforme o técnico (e arqueiro) Aníbal Forte, os atletas do Amazonas estão treinando vão ‘brigar’ por medalhas 15/10/2015 às 16:28
Show 1
A competição é realizada pela confederação brasileira de tiro com arco (CBTARCO) e acontece nos estilos recurvo e composto
acritica.com* Manaus (AM)

Oito atletas da equipe amazonense de tiro com arco apoiados pela Secretaria de Estado da Juventude, Esporte e Lazer (SEJEL) e Fundação Amazonas Sustentável (FAS), disputam o Campeonato Brasileiro Adulto da modalidade, que ocorrerá de 28 outubro a 2 de novembro, em Goiânia-GO.

A competição é realizada pela confederação brasileira de tiro com arco (CBTARCO) e acontece nos estilos recurvo e composto, de acordo com as regras da World Archery e da Confederação Brasileira de Tiro com Arco (CBTARCO).

O carioca e paratleta, Francisco Cordeiro, de 25 anos que integra a equipe amazonense, Larissa Feitosa, 21 ano e os indígenas Drean Silva de 19 anos; Gustavo Paulino dos Santos, 18; Graziela Santos, 20; Nelson Silva de Moraes, 15; Jardel Cruz, 17, além do atleta e técnico Aníbal Forte, 63, irão participar da disputa em Goiânia. 

Conforme o técnico (e arqueiro) Aníbal Forte, os atletas do Amazonas estão treinando vão ‘brigar’ por medalhas.

“Eles (a equipe) já estão todos muito bem preparados, pois vieram do campeonato de base onde conquistamos sete medalhas entre ouro, prata e bronze. Agora estamos dando continuidade ao trabalho, porque o próximo campeonato será mais intenso. Então temos que estar muito bem preparados para podermos conquistar medalhas”, disse o técnico ao informar ainda que Francisco Cordeiro já espera a equipe em território carioca.

Ainda conforme Aníbal, o esporte vem crescendo no Amazonas, mas a falta de incentivo acaba prejudicando a evolução do esporte. “Ano passado eles ganharam três medalhas e esse ano foram sete medalhas no brasileiro de base. Seria interessante fazer com que o tiro com arco chegasse às escolas, pois temos que trabalhar os atletas desde a base. Sem isso esse esporte vai ficar limitado a alguns atletas que treinam aqui na Vila Olímpica e incluem o programa de alto rendimento da SEJEL, o CTARA”, desabafou.

Jovens praticantes

A jovem Graziela Santos falou que faltam detalhes a serem ajustados em seus tiros para a disputa do campeonato, mas ressaltou o foco da equipe em representar bem o Amazonas na competição nacional.

“Estamos ajustando a nossas técnicas. Treinamos sete horas por dia de 8h a meio-dia e de 15h às 18h, damos em torno de 400 tiros para fazer a parte de fortalecimento”, explicou.

O mais jovem da turma Nilson Santos que tem apenas 15 anos de idade e disputa pela primeira vez o Brasileiro Adulto expressou sua visão sobre o esporte amazonense e concluiu dizendo sobre os planos para o futuro.

“Antes não tínhamos muitos arqueiros, houve sim uma evolução. Tenho como objetivo chegar as Olimpíadas, se não for à de 2016, vou trabalhar mais forte ainda para a próxima”, finalizou.  

*Com informações da assessoria de imprensa