Publicidade
Esportes
Craque

Atlético-MG vence Botafogo de virada por 3 a 2 e garante título simbólico de campeão

Com a vitória, o Atlético-MG chegou a 42 pontos e já garantiu o título simbólico de campeão do primeiro turno 20/08/2012 às 10:23
Show 1
Comemoração do gol da virada, de Jô, no início do 2º tempo
A Crítica Manaus (AM)

O Atlético-MG conseguiu manter a boa vantagem na liderança do Brasileirão, ao ganhar de virada do Botafogo, por 3 a 2, neste domingo. E os torcedores que lotaram o Estádio Independência, em Belo Horizonte, assistiram a um duelo eletrizante, com as duas equipes mostrando um futebol aberto e equilibrado durante toda a partida da 18ª rodada da competição.

Com a vitória, o Atlético-MG chegou a 42 pontos e já garantiu o título simbólico de campeão do primeiro turno do Brasileirão mesmo que seja derrotado no clássico contra o rival Cruzeiro no próximo domingo - o segundo colocado, Fluminense, tem 39 pontos, mas perde nos critérios de desempate.

Já o Botafogo fica estacionado nos 27 pontos, entre os oito primeiros colocados .

A expectativa ontem era de um duelo entre os amigos Ronaldinho Gaúcho e Seedorf, que atuaram juntos no Milan - eles trocaram camisas após o fim do jogo. Mas, apesar de uma boa atuação do botafoguense, foi o atleticano que se destacou mais durante a partida.

A partida

Mesmo jogando fora de casa, o Botafogo tentou avançar. Mas, ao atacar, o time carioca abria espaço para o toque de bola do Atlético-MG. A equipe mineira bem que tentou se aproveitar dessas brechas.

Mas foram os visitantes que saíram na frente. Aos 36 minutos do primeiro tempo, Leonardo Silva tentou afastar um cruzamento rasteiro de Elkeson, mas a bola sobrou para Andrezinho na entrada da pequena área. O meia, então, precisou apenas tocar para encobrir o goleiro Victor: 1 a 0. A vantagem botafoguense, no entanto, não durou muito.

Após levar o gol, o Atlético-MG aumento ainda mais a pressão e conseguiu empatar aos 41 minutos. Ronaldinho Gaúcho deu um passe sob medida para Jô, mas o goleiro Jefferson saiu em cima do atacante e conseguiu defender. A bola, no entanto, sobrou nos pés de Escudero, que, mesmo desequilibrado e já quase no chão, conseguiu tocar para a rede.

Com o empate, o time da casa voltou para a etapa final ainda mais animado. Aos oito minutos, após uma cobrança de falta, a bola sobrou para Ronaldinho Gaúcho dentro da pequena área. Ele aproveitou a saída do goleiro e deu passe adocicado para Jô, que encheu o pé e fez 2 a 1. O Botafogo não se intimidou. Atacou bastante e Leonardo Silva fez pênalti em Rafael Marques. Andrezinho marcou seu segundo gol no jogo, empatando para o Botafogo aos 35 minutos.

Aí, Neto Berola, que se recuperou de fratura e fez sua primeira partida no Brasileirão, recebeu uma bola perfeita de Carlos César, invadiu a área e garantiu a vitória do Atlético-MG aos 43, para a euforia da torcida que lotou o Independência.