Publicidade
Esportes
Craque

Botafogo se redime na Taça GB e goleia o Olaria: 5 a 0

Com direito a quebra de jejum de Elkeson, que marca duas vezes, Alvinegro vence a segunda e segue vivo no turno do Carioca 08/02/2012 às 20:06
Show 1
Elkeson comemora um de seus gols, na noite em que findou jejum de cinco meses
Lance ---

O Botafogo finalmente convenceu em 2012. Jogando sua melhor partida no ano, o Botafogo atropelou o Olaria, no Engenhão, vencendo por 5 a 0, e segue vivo na briga pela classificação às semifinais da Taça Guanabara. Com dois gols cada, Loco Abreu e Elkeson - este, quebrando um jejum de 25 jogos sem marcar -, além de Maicosuel, deram a vantagem ao Alvinegro.

Diante de um adversário tecnicamente inferior a todos os outros que enfrentou neste Estadual, o Glorioso dominou o jogo desde o princípio, e se aproveitou de uma defesa muito mal postada do Olaria. O time visitante chegou até a assustar, mas não foi páreo para a força do ataque alvinegro.

O JOGO

A equipe do Botafogo dominou a partida amplamente no primeiro tempo. O Botafogo já parecia entrar em campo mais relaxado do que em outras partidas, e também diante de um adversário mais fraco tecnicamente. O primeiro lance de perigo foi um chute de Andrezinho, que passou à esquerda do gol. Aos 12 minutos, o camisa 10 voltou a mostrar boa técnica, mas desta vez foi fatal. Ele cruzou bola na grande área, e Loco Abreu subiu mais alto que a defesa olariense para marcar, de cabeça, mesmo em posição de impedimento. Botafogo 1 a 0.

Com o jogo nas mãos, a expectativa passou a ficar sobre o meia Elkeson. Sem marcar um gol desde agosto de 2011, ele quase acabou com o longo jejum aos 17 minutos, ele recebeu bola de Renato dentro da área e chutou, mas fraquinho, nas mãos do goleiro Wanderson.

Quando parecia que a escrita ia continuar, o camisa 9 alvinegro se aproveitou da ampla vantagem do Bota na partida, e chegou ao seu gol. Aos 23, após passe em profundidade do lateral-direito Lucas, Elkeson correu livre e tocou no canto direito de Wanderson. O gol da redenção do meia, e muito parecido com o último que marcara, contra o Fluminense, há mais de cinco meses. Botafogo 2 a 0.

Mesmo com toda a festa da torcida, o meia Andrezinho teve de deixar o campo. Ele, que vinha sendo um dos melhores em campo, sentiu a coxa direita. O meia, que já não tinha treinado na terça-feira, e era dúvida para enfrentar o Olaria, foi substituído por Felipe Menezes, um minuto após o gol de Elkeson. Apesar do desfalque, o Botafogo não deixou de atacar, e perdeu boas chances em seguida. Lucas e Maicosuel estiveram perto de ampliar o placar em favor do Fogão.

O Olaria estava dominado. Defensivo, jogava nos contra-ataques, e mesmo assim não tinha muita força para sair jogando. Ofensivamente, um dos únicos lances de perigo da equipe olariense foi com o lateral Ivan, que chutou para fora, aos 29. Na defesa, porém, o time da Zona Norte carioca deixava muitos espaços, especialmente na esquerda da defesa, o que facilitava a vida de Lucas, completamente livre por aquele setor.

E foi em um desses espaços que o Alvinegro chegou ao terceiro ainda antes do intervalo. Lucas passou por Amarildo com um leve toque de cabeça, e cruzou na grande área. Elkeson, bem posicionado, cabeceou no canto direito de Wanderson, aumentando o placar. Um primeiro tempo de sonho para um Botafogo que ainda estava devendo neste começo de ano.

LOCO ABREU E MAGO FECHAM CONTA

A segunda etapa teve um ritmo menos acelerado que o primeiro, mas o Olaria parecia ter ouvido uma bronca daquelas no intervalo. A equipe leopoldinense foi para cima, e poderia muito bem ter diminuído o escore nos primeiros minutos. Aos três minutos, Vanilson chutou com força, e Jefferson espalmou. Logo depois, Muniz cruzou para o mesmo Vanilson cabecear, e obrigar Jefferson a fazer outra linda defesa.

E quando parecia que o Olaria estava perto de ensaiar uma reação, o Alvinegro voltou a ser fatal. Felipe Menezes tocou para Maicosuel em contra-ataque. O camisa 7 recebeu e deixou Loco Abreu livre, diante do goleiro Wanderson, que até caiu antes do chute do uruguaio. Abreu chutou e balançou a rede pela segunda vez no jogo, aumentando para 4 a 0 a vantagem botafoguense, e chegando a seu quarto gol no Estadual.

A partir daí, com o jogo resolvido, restou ao Botafogo tocar a bola, e chegar ao gol aproveitando-se do cansaço do Olaria. A equipe alvinegra ainda teve um gol anulado, quando Felipe Menezes cabeceou após falta de Renato, mas foi pego em impedimento. Do outro lado, o Alvianil ainda teve duas chances de marcar, com Pará e Pedrinho. E, nas duas, Jefferson se destacou com bonitas defesas.

Quando o marcador já parecia definido, Elkeson deu belo passe para Maicosuel, que entrou livre pelo meio, driblou Wanderson e fechou o placar. Botafogo 5 a 0. Uma bela vitória, que deixa o time alvinegro muito mais tranquilo para o próximo duelo, contra o Bonsucesso, no sábado.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 5 X 0 OLARIA

Local: Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 8/2/2012 - 19h30 (de Brasília)
Árbitro: João Batista de Arruda (RJ)
Assistentes: Luiz Cláudio Regazone (RJ) e Diogo Carvalho Silva (RJ)
Renda e público: R$ 31.100,00 / 1.738 pagantes
Gols: Loco Abreu, 12'/1ºT (1-0), Elkeson, 23'/1ºT (2-0), Elkeson, 39'/1ºT (3-0), Loco Abreu, 20'/2ºT (4-0), Maicosuel, 43'/2ºT (5-0)

Cartões amarelos: Marcelo Mattos (BOT) / Moisés (OLA)

BOTAFOGO: Jefferson; Lucas, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo; Marcelo Mattos (Lucas Zen, 29'/2ºT), Renato, Maicosuel, Andrezinho (Felipe Menezes, 24'/1ºT) e Elkeson; Loco Abreu (Herrera, 33'/2ºT). Técnico: Oswaldo de Oliveira.

OLARIA: Wanderson; Ivan, Diego, Thiago Eleutério e Amarildo; David, Moisés (Muniz, 24'/1ºT), Siston e Pedrinho; Allan (Pará, intervalo) e Vanilson (Claudir, 22'/2ºT). Técnico: Amilton Oliveira.