Publicidade
Esportes
Craque

Brasil e Itália fazem jogo decisivo por vaga na final em Londres

Os brasileiros terão que enfrentar na semifinal uma das seleções mais surpreendentes dos Jogos Olímpicos de Londres -2012 10/08/2012 às 15:20
Show 1
O Brasil tem um desfalque importante para o jogo diante da seleção italiana
Jornal A Crítica Manaus (AM)

A seleção brasileira masculina de vôlei entra em quadra hoje, contra a Itália, pela semifinal dos Jogos Olímpicos de Londres, em busca de uma vaga para disputar sua terceira final olímpica seguida. O jogo acontece na tarde desta sexta-feira (10) no pavilhão Earls Court. Antes, Rússia e Bulgária definem o primeiro finalista.

Os brasileiros, que conquistaram o ouro em Atenas e ficaram com a prata em Pequim, derrotados pela seleção dos Estados Unidos, terão que enfrentar na semifinal uma das seleções mais surpreendentes destes Jogos de Londres. A Itália chega à semifinal após eliminar os atuais campeões olímpicos em um jogo atípico, após fechar o placar por 3 sets a 0.

O grande nome da partida foi Michal Lasko, maior pontuador da Itália na competição e filho de Lech Lask, integrante da seleção da Polônia campeã olímpica em Montreal 1976. Os italianos veem a partida de hoje como uma oportunidade perfeita para a revanche contra os brasileiros, que venceram justamente os europeus na final dos Jogos Olímpicos de Atenas.

O Brasil tem um desfalque importante para o jogo diante da seleção italiana. Nas quartas de final contra a Argentina, o oposto Leandro Vissotto se machucou e está fora da partida. Porém, o técnico Bernardinho poderá contar com o resto da equipe, como Murilo, Dante, Wallace e Lucão, que vêm fazendo um grande torneio.

A seleção brasileira só perdeu uma partida nos Jogos de Londres, contra os Estados Unidos, enquanto a Itália provou o sabor da derrota diante da Polônia e da Bulgária. Os números favorecem o Brasil, que soma 29 vitórias contra 20 dos europeus, porém, a última vez em que se enfrentaram, no Campeonato Mundial de 2011, a Itália venceu por 3 sets a 2. “O nosso objetivo é colocar o erro em zero. Estamos crescendo bastante”, disse o ponta Murilo.