Publicidade
Esportes
Craque

Brasil vence Estados Unidos na preparação para as Olimpíadas de Londres

O Brasil abriu o placar logo no início do jogo numa cobrança de pênalti de Neymar. Até o zagueiro Thiago Silva fez gol contra os americanos 30/05/2012 às 21:06
Show 1
Neymar a Marcelo comemoram gol para o Brasil
Uol Washington (EUA)

Neymar não havia participado da vitória contra a Dinamarca, mas recebeu o aviso de Mano Menezes de que sua vaga estava garantida contra os EUA, nesta quarta-feira, em Washington. O atacante santista provou por que atualmente é ele e mais 10 na seleção brasileira. Neymar marcou um gol e deu assistência a dois gols na vitória do time sobre os norte-americanos, 4 a 1, no FedEx Field.

Além do gol e passes, o camisa 11 da seleção exibiu farto repertório de dribles, tumultuando a defesa norte-americana. Jermaine Jones, por exemplo, fez Neymar voar após entrada violenta. Foi montado revezamento de jogadores para tentar deter o atacante.

Com este triunfo, a seleção de Mano completa 8 vitórias consecutivas, 10 jogos sem perder. A turnê da seleção nos EUA tem como sequência o duelo contra o México, dia 3 de junho, em Dallas, e Argentina, dia 9 de junho, em Nova Jersey.

Para o duelo em Washington, Mano Menezes adotou formação 4-3-3, usando Neymar, Damião e Hulk no ataque. A estratégia funcionou: deu equilíbrio a seleção e liberdade para Neymar criar pela esquerda, sendo o destaque em campo. 

No primeiro lance de ataque do jogo, a seleção abriu o marcador com Neymar, aos 11 min, em cobrança de penalidade. Os norte-americanos contestaram a infração, alegando que Onyewu não teve intenção de colocar o braço na bola em chute de Damião.


Com boa movimentação ofensiva, ao Brasil chegava com perigo na etapa inicial. Howard fez grande defesa, impedindo gol de Damião.

Os EUA não conseguiam criar jogadas no ataque, se resumindo a segurar o trio ofensivo da seleção brasileira.

Em cobrança de escanteio, Thiago Silva, de cabeça, ampliou a vantagem da seleção: 2 a 0.

Aos 44 min da etapa inicial, Hulk perdeu a bola na intermediária, proporcionando ataque dos EUA, que terminou com o gol de Gomez, diminuindo a vantagem da seleção.

O Brasil tratou de evitar pressão do rival. Em bela triangulação, entre Marcelo, Hulk e Neymar, o lateral esquerdo fez o terceiro do time no jogo, recebendo passe do atacante do Santos.

Neymar, aliás, sobrou na segunda etapa, passeando em campo. O atacante tocou a bola para Pato, que chutou na trave.

Os EUA quase marcam, mas Romulo salvou a bola em cima da linha. O time nacional funcionava por inteiro. Oscar distribuía bem o jogo e Rafael fez duas grandes defesas na mesma jogada, no segundo tempo.

Quando os EUA ameaçavam, a seleção, já sem Neymar chegou ao quarto gol, com Pato.

EUA x Brasil

Data: Quarta-feira, 30 de maio de 2012

 

Local: FedEx Field, em Washington

Arbitragem: Jeffrey Calderon (CRC)

Auxiliares: Leonel Bermudez e Octavio Carballo (CRC)

Gols: Neymar, aos 11 min do 1º tempo, Thiago Silva, aos 25 min do 1º tempo, Gomez, aos 44 min do 1º tempo, Marcelo, aos 6 min do 2º tempo, Pato, aos 42 min do segundo tempo.

EUA

Howard; Cherundolo  (Parkhust), Bocanegra, Onyewu, Fabian Johnson e Edu (Boyd); Bradley, Jones e Donovan; Gomez e Torres (Dempsey)

Técnico: Jurgen Klinsmann

Brasil

Rafael, Danilo, Juan, Thiago Silva e Marcelo (Alexsandro); Romulo, Sandro (Casemiro), Oscar; Hulk, Neymar (Lucas) e Damião (Pato)

Técnico; Mano Menezes