Publicidade
Esportes
Craque

Brasil volta a golear o Japão na estreia da Copa do Mundo de Futsal

O Brasil abriu sua participação na Copa do Mundo de Futsal da FIFA Tailândia 2012 com uma goleada por 4 a 1 somando seus três primeiros pontos pelo Grupo C 01/11/2012 às 13:18
Show 1
Durante o jogo, Falcão sofreu uma lesão e deixou a quadra chorando
Site Oficial Fifa ---

O Japão mostrou evolução, mas ainda não é páreo para os campeões mundiais. Nesta quinta-feira, o Brasil abriu sua participação na Copa do Mundo de Futsal da FIFA Tailândia 2012 com uma goleada por 4 a 1 somando seus três primeiros pontos pelo Grupo C, em Nakhon Ratchasima.

Coincidentemente, brasileiros e japoneses haviam se enfrentado também na primeira rodada da edição passada do Mundial, em 2008, em Brasília. Na ocasião, os donos da casa foram arrasadores, vencendo por 12 a 1. 

Mesmo sem o apoio de sua torcida, como naqueles tempos de ginásio Nilson Nelson lotado, a Seleção se colocou no ataque desde o início de jogo no Korat Chatchai Hall. Dessa vez, porém, encontrou muito mais resistência dos atuais campeões asiáticos, com um sistema defensivo bem postado pelo técnico espanhol Miguel Rodrigo. E, quando conseguia encontrar uma brecha, a equipe se deparava com o goleiro Hisamitsu Kawahara em ótima jornada. 

Kawahara fechou o gol por dez minutos, mas foi finalmente superado aos 13 com gol de Wilde, definindo um placar de 1 a 0 no primeiro tempo. Depois do intervalo, os brasileiros conseguiram criar mais espaços e marcaram três gols em quatro minutos, com Neto, Wilde novamente e Vinícius. 

Criada a vantagem no placar, a Seleção passou a administrar a partida, tocando bola com paciência, esperando qualquer avanço do Japão. Ainda levou um belo gol de Kotaro Inaba, aos 27 minutos, mas nunca chegou a ter seu triunfo seriamente ameaçado. 

O senão da estreia ficou por conta da saída do craque Falcão devido a uma lesão na panturrilha direita. O astro mostrou pessimismo ao falar sobre suas perspectivas de continuar na competição. "É algo que preocupa, infelizmente. Quando tive a lesão um tempo atrás foi no adutor, mas já estava cicatrizada. Mas acabou sobrecarregando na panturrilha. O sonho de jogar o quarto Mundial pode ter ficado pelo caminho", afirmou. "Vamos fazer exames amanhã, mas é difícil que tenha uma sequência."

Aos 35 anos, Falcão jogou por apenas três minutos até se lesionar. Ele já recebeu tratamento com gelo no banco de reservas e deixou a quadra mancando. "Passa um filme, uma história. São anos esperando este momento, que seria último Mundial da minha carreira. Acaba o sonho em três minutos, é uma pena. Vou torcer pelo grupo, vai ser sofrido olhar de fora, sem ter a oportunidade de fazer isso de novo, mas vamos torcer."

Outro destaque foi a participação do veterano Kazuyoshi Miura, que fez sua estreia em uma Copa do Mundo da FIFA pelo Japão aos 45 anos. Ele é um velho conhecido do futebol de campo brasileiro, tendo entrado para a história como Santos, Coritiba e XV de Jaú nos anos 80. 

O que eles disseram:
"Hoje, perdemos a concentração por dois ou três minutos e você obviamente não pode fazer isso contra um time como o Brasil. Na semana passada jogamos por 40 minutos concentrados num amistoso, enquanto hoje jogamos bem contra eles por 37 minutos, e esses três minutos deram a vantagem ao Brasil."
Miguel Rodrigo, técnico do Japão

"Gostei do resultado e de nosso desempenho hoje. Fizemos um bom trabalho na defesa e no ataque ao mesmo tempo. O placar pode dar a impressãod e que foi um jogo fácil, mas, na verdade, não foi, já que o Japão dificultou bastante o nosso lado."
Marcos Sorato, técnico do Brasil