Publicidade
Esportes
Craque

‘Caça as bruxas’ na Gávea: André Santos é mandado embora do Flamengo e Erazo pede para sair

Após apanhar da torcida no sul, lateral é dispensado pela diretoria do clube. Outros “medalhões” da equipe estão na mira para deixar o time nos próximos dias 22/07/2014 às 15:34
Show 1
André Santos foi dispensado do Flamengo, após apanhar no Beira-Rio.
ACRÍTICA.COM Manaus (AM)

Não bastou ser agredido pelos torcedores rubro-negros na saída do estádio Beira-Rio depois da goleada sofrida frente ao Inter-RS, o lateral-esquerdo André Santos também foi demitido pela direção do Flamengo nesta terça-feira (22).  Situação no clube anda tão insustentável que o zagueiro equatoriano Erazo pediu, na manhã de segunda-feira (21), pra ser negociado com outra equipe.

O diretor-executivo de futebol do clube da Gávea, Felipe Ximenes, foi quem avisou sobre a dispensa do jogador. Outro que está de malas prontas pra deixar o rubro-negro é o zagueiro Erazo: o titular da Seleção do Equador na Copa não era relacionado como titular há algum tempo e sequer apareceu para treinar na manhã desta segunda. O defensor diz ter propostas do futebol europeu.

Além de Erazo, o meia Elano também teria pedido pra sair do clube. O jogador, que veio cedido por empréstimo do Grêmio, parece não ter suportado a pressão na Gávea. Para agravar a situação, outros jogadores do elenco do Mengo entraram na lista negra dos torcedores do clube.

O goleiro Felipe, o atacante Alecsandro e o defensor Chicão são frequentemente xingados durantes as partidas da equipe. Os altos salários desses atletas, combinado com o baixo rendimento dentro de campo, também poderá influenciar numa possível dispensa.

O diretor de futebol do Flamengo desconversou sobre outros jogadores do elenco, mas foi claro quanto ao caso do equatoriano. “Só quem não se apresentou foi o Erazo. Vamos ter uma reunião com ele e seu representante. Ele pediu para não viajar no sábado. Estamos conversando com todos atletas e vendo cada caso. Qualquer decisão que não for a manutenção do atleta será informado", disse Ximenes.

Como se não bastassem os jogadores, até a cabeça do técnico Ney Franco pode rolar até o fim de semana. A diretoria rubro-negra despista, mas uma nova derrota contra o Botafogo, no domingo (27), no Maracanã, pode ser a gota d’água para a demissão do treinador.