Publicidade
Esportes
HULK ESMAGA

Cada vez mais profissionalizado, Iranduba lança diretoria de marketing

De olho no futuro, a gestão do clube feminino lança Lene Medeiros com a missão de fortalecer a imagem do Hulk até internacionalmente 23/10/2017 às 13:46 - Atualizado em 23/10/2017 às 14:21
Show le
Diretora de marketing do clube fala até em trazer Marta para o Hulk (Foto: Antônio Lima)
Denir Simplício Manaus (AM)

O Hulk da Amazônia está cada vez mais forte e promete se tornar o clube de futebol feminino mais temido do Brasil já em 2018. Com parceria da Transire Eletronics, a diretoria do Iranduba inova mais uma vez e acaba de lançar seu departamento de marketing. O objetivo é expandir a marca do clube e transformá-la numa das mais fortes não apenas do Brasil, mas de toda a América Latina.

A escolhida para “vender” a imagem do Iranduba é Lene Medeiros, 49, que assume a função abraçando a ideia de agigantar ainda mais o time sensação do Brasileirão deste ano. A ex-diretora de marketing da Amazonastur revelou algumas de suas ideias junto a diretoria do Hulk, que vão desde a tentativa de trazer a Libertadores Feminina para o Amazonas, até a possibilidade de fazer a rainha Marta vir pro Hulk em 2018.

Qual o principal objetivo do departamento de marketing do Iranduba em 2018?

Nosso objetivo já pra 2018 é ser campeão brasileiro. E vamos ser campeões! Estamos nos preparando pra isso. Claro, tem toda a parte técnica que depende da comissão e as jogadoras. E a parte de marketing é que a gente vai cuidar da imagem do time. Vamos montar um planejamento pra 2018 e vocês vão ver muito o nome do Iranduba por aí.

Recentemente o Hulk contratou atletas de Seleção como Renata Costa, Bruna Benites e Andressinha, mas elas ainda não vestiram a camisa do clube. O Iranduba planeja algo especial para a apresentação oficial delas?

O que queremos é que elas participem desses últimos quatro jogos do Amazonense. Mas não sei se dará tempo, elas estão com a Seleção, na China. Mas claro, vamos fazer uma ação de marketing pra chegada delas. Não podemos perder essa oportunidade. A Andressinha é muito famosa e é uma craque da Seleção Brasileira. Pode ter certeza que vem surpresa boa”.

O Iranduba se tornou conhecido em todo o Brasil por conta do Brasileirão deste ano. O clube tem planos internacionais?

Nós vamos buscar, junto ao governo do Estado, Prefeitura, secretarias de turismo, de esporte, trazer a Libertadores Feminina para o Amazonas no ano que vêm. O campeonato acontece em outubro e vamos investir com muita força nessa ideia. Até porque Manaus está preparada. Temos hotéis, estádio, centros de treinamento, temos tudo. E, se sediarmos, já temos a vaga assegurada. Vamos buscar parceiros pra trazer esse evento pra cá, o que seria fantástico não só para o Iranduba, mas pro futebol feminino do Brasil .

Como o departamento de marketing do Iranduba planeja conquistar mais torcedores para o clube?

Um dos nossos objetivos é levar ainda mais torcedores aos estádios. E queremos ir nas escolas e trazer o adolescente pro estádio pra criar o amor pelo clube. Tive a experiência de presidir o Movimento Marujada do Boi Caprichoso e íamos às escolas convidar os adolescentes para participar dos nossos eventos, porque é um evento seguro. E, hoje, ir pro estádio é uma coisa segura. Vamos escolher uma escola, pública ou particular, vamos decidir ainda, e levar esse povo pro estádio. Também queremos lançar uma loja do Iranduba pra vender os produtos oficiais do clube. Vamos começar a usar a imagem das jogadoras, como a Andressinha, por exemplo. O certo é que temos projetos ousados pela frente.

Qual seria o mais ousado dos projetos do Hulk pra 2018?

Quem sabe a Marta não vem jogar no Iranduba? É muito ousado, mas podemos ir atrás, já estamos pensando nisso. Já sabemos mais ou menos quanto é o passe dela, estamos estudando. É um sonho possível. Na verdade, nenhum sonho no Esporte Clube Iranduba da Amazônia é impossível.