Publicidade
Esportes
Craque

Campeonato Amazonense de Jiu-Jítsu reúne 1,5 mil lutadores em Manaus

O evento, que aconteceu neste fim de semana, teve a chancela da Federação de Jiu-Jítsu do Amazonas (FJJAM) 23/04/2012 às 13:21
Show 1
Andreia Cerdeira (centro): um dos destaques individuais do evento
Jhonny Lima Manaus

Mais de 1,5 mil cascas-grossa pisaram no tatame  do ginásio Bergão no último fim de semana, durante a 25ª edição do Campeonato Amazonense de Jiu-Jítsu. O evento teve a chancela da Federação de Jiu-Jítsu do Amazonas (FJJAM).

O presidente da FJJAM, Elvys Damasceno ressaltou a importância e a credibilidade do campeonato. “É o evento mais duro do Brasil. Quem ganha aqui com certeza vence o Campeonato Brasileiro”, declarou.

Destaques na área

Detentora do bicampeonato na categoria Adulto Pena, a faixa azul Andreia Cerdeira, 22, representante da Iupam, precisou apenas de duas lutas para conquistar o título diante de Beatriz Castilho (Holy Vision), 17. “Pra mim foi muito gratificante de obter esse resultado, porque a conquista foi fruto de muito esforço. Estou bastante feliz de chegar ao meu objetivo, que era ser bicampeã”, comentou a atleta.

Há dois anos treinando a “arte suave“, a discípula do mestre Ricardo Guimarães guarda no currículo os títulos de todos os eventos realizados pela FJJAM em 2011 e o Mundial pela Confederação Brasileira de Jiu-Jítsu Esportivo. Completando o pódio, Karen Cristine (Elvys Damasceno), 17, conquistou a medalha de bronze.

Outro casca-grossa que conquistou a medalha dourada foi o faixa azul Anderson Vieira Martins, 32, na categoria Master até 58kg. Com o resultado, o representante da Alessandro Cohen/Elvys Damasceno, conquistou pela terceira vez o  Amazonense. Acostumado às vitórias, ele já guarda na bagagem outros tricampeonatos, como a Copa Osvaldo Alves e Copa Arthur Neto, além de ser o atual campeão brasileiro pela Confederação Brasileira de Jiu-Jítsu (CBJJ).

“O jiu-jítsu pra mim é amizade. O título foi importante porque treinei todos os dias e hoje vejo o resultado”, declarou Vieira, que ralou muito para derrotar o atual campeão da Copa América, Josenil Lima, 37, da Nova União/Alvorada.

Mais sobre o Amazonense amanhã na coluna SOCIAL ESPORTE CLUBE.