Publicidade
Esportes
Craque

Capital amazonense desponta como berço de grandes lutadores de Jiu Jitsu

Segundo a Federação Amazonense de Jiu-Jitsu Esportivo (FAJJE), Luis Neto, esses números confirmam que o Amazonas figura como a capital “número um” 28/05/2012 às 10:53
Show 1
Lutadores de Jiu Jitsu em Manaus
Paulo Ricardo Oliveira Manaus (SM)

A edição do Campeonato Brasileiro de jiu Jitsu, realizado pela primeira vez em Manaus, que começou na sexta e terminou ontem na Arena Amadeu Teixeira, impressionou pelo números: foram mais de 2 mil atletas inscritos dos 27 Estados, representados cerca de 50 academias em todo País, durante 36 horas de competição.

Segundo o presidente da Federação Amazonense de Jiu-Jitsu Esportivo (FAJJE), Luis Costa Neto, esses números confirmam que o Amazonas figura como a capital “número um” no cenário nacional. Ele acrescenta que Manaus, inclusive, tem condições de se tronar um dos principais polos mundiais da “arte do pano”.

“Somos a referência nacional no que se refere ao jiu jitsu esportivo. Isso ficou provado nessa competição, seja pelo domínio dos atletas locais nas principais categorias seja pelo nível nacional de participação”, avaliou o dirigente.

Nos três dias de evento, que serviu de classificação para o Mundial, os atletas locais se destacaram, a exemplo de Dileno Lopes (Amazonas), campeão da categoria faixa-preta pelo pena (até 67 quilos). Dileno é um atleta local patrocinado pela organização Amazon Forest Combat (AFC) e esteve entre os selecionados do The Ultimate Fighter (TUF), reality show do Ultimate Fighting Championship (UFC), maior evento de Mixed Marcial Arts (MMA) do mundo.

“É sempre bom estar participando das competições nacionais”, comemorou Dileno, que derrotou Wagner Costa (Associação Monteiro) na final. Thiago Reinaldo: o cara Mas não teve um atleta com mais destaque no tatame que Thiago Reinaldo de Souza, 29, da Asle.

Ele se consagrou como o principal nome no cenário nacional da categoria pesadíssimo (acima de cem quilos), faturando o bicampeonato e também o título absoluto, que reúne atletas de todos os pesos e todas as categorias. Na final do absoluto, Thiago finalizou Manoel Neto (Omar Salum).

A façanha rendeu ao amazonense o prêmio no valor de R$ 5 mil, além da garantia no próximo campeonato mundial, que deve acontecer até o fim do ano em São Paulo. “Deu tudo certo mais uma vez.

Vamos trabalhar para o Mundial e outras competições importantes”, disse o lutador. Thiago é cria do sensei Henrique Machado, fundador da Associação Sensei de Lutas Esportivas (Asle).