Publicidade
Esportes
Craque

Capitão do Vasco da Gama reclama de dores e pode não jogar em partida contra o Santos

Juninho Pernambucano sentiu dores musculares e está em observação. Ele foi poupado da atividade com bola e realizou trabalho de fisioterapia 13/10/2012 às 09:42
Show 1
Capitão está em observação
Jornal Acrítica ---

O departamento médico do Vasco ganhou mais um reforço que, por consequência, significa preocupação. Juninho Pernambucano reclama de dores musculares e está em observação. Portanto, o capitão ainda é dúvida para a partida contra o Santos, neste domingo (14), na Vila Belmiro. Nesta sexta-feira (12), ele foi poupado da atividade com bola e realizou trabalho de fisioterapia.

“Juninho está dolorido e foi poupado quinta e sexta). Acredito que com essas 72 horas de repouso e atividade controlada ele poderá treinar neste sábado, mas será observado. Sua participação vai ser decidida sábado”, afirmou Clóvis Munhoz, chefe do departamento médico do Vasco.

O técnico Marcelo Oliveira ainda tem outras três dúvidas para o jogo contra o Santos. Nilton foi submetido a um exame após pancada no joelho direito. Renato Silva sente a coxa esquerda e Jonas tem dores na panturrilha direita. Todos serão reavaliados neste sábado.

“O Renato tem a situação mais difícil, porque sentiu o músculo do arranque. É pouco provável que jogue. Nilton e Jonas são casos menos complicados, mas todos dependem de sábado. Se treinarem sem dores, serão liberados”, afirmou Clóvis Munhoz.

Eduardo Costa foi outro desfalque do treino de ontem por causa de dor no pé direito. A expectativa é de que esteja em campo hoje. No treinamento realizado no campo do CFZ, os jogadores realizaram um trabalho técnico, enquanto Juninho, Eder Luis, Alecsandro, Rodolfo, Wendel e Marlone estiveram na academia.

bom sem neymar

A torcida brasileira comemora a presença de Neymar na Seleção, e os jogadores do Vasco ainda mais. Tudo porque isso significa que o atacante desfalca o Santos. Embora observe muitas qualidades no elenco dirigido por Muricy Ramalho, o grupo cruz-maltino enxerga um adversário menos forte.