Publicidade
Esportes
Craque

Cheio de desfalques, Flu recebe São Paulo no campo do Vasco, onde não costuma jogar bem

O tricolor das Laranjeiras precisa superar um tabu de não vencer jogando em São Januário, onde recebe nesta quinta-feira (9) o São Paulo, que vem crescendo cada vez mais no Brasileião 2012. Para esta missão, o técnico Abel Braga reuniu-se com o elenco para uma longa conversa antes do último coletivo do Flu. 09/08/2012 às 09:09
Show 1
Elenco reduzido Técnico Abel Braga conversa com jogadores nas Laranjeiras
Rudy Trindade Agência Estado Rio de Janeiro

O assunto é recorrente, mas o Fluminense não consegue se ver livre dele. Desfalcado por uma série de lesões, o clube tricolor carioca recebe o São Paulo hoje, às 20h (Manaus), em São Januário, em confronto importante para a definição de posições no topo da tabela de classificação do Campeonato Brasileiro.

O técnico Abel Braga perdeu três jogadores de destaque para problemas musculares. Ao zagueiro Anderson e ao lateral-direito Bruno, afastados há semanas, se juntam no estaleiro das Laranjeiras os atacantes Wellington Nem e Marcos Júnior e o meia Deco.

O centroavante Fred, que perdeu de uma vez os dois homens de velocidade que costumam jogar a seu lado, entende que as contusões são fruto da intensa sequência de partidas. A tendência é o cenário se agravar, à medida que o Brasileirão entra na “maratona de agosto”, com grande sequência de partidas aos fins de semana e às quartas e quintas-feiras.

“Infelizmente é algo normal este alto número de lesões justamente na época em que você começa a jogar duas vezes por semana. Todos acham que é fácil encarar isso. Mas é necessário mudar para preservar a saúde dos jogadores”, protestou Fred. Para piorar o ânimo, os tricolores terão de mandar o jogo em São Januário, devido à breve interdição do Engenhão. No ano passado, o Fluminense recebeu o mesmo São Paulo no campo do Vasco e foi derrotado por 2 a 0.

“Temos de fazer de São Januário a nossa casa. Não estamos preocupados com o que aconteceu no último jogo. Nós estamos prontos para encarar a grande equipe que é o São Paulo e temos de nos impor”, discursou o artilheiro.

Com grande parte de suas receitas penhoradas pela Receita Federal, principalmente pelo não recolhimento de INSS, o Fluminense tenta encontrar formas de não atrasar o salário de funcionários e jogadores. O clube costuma realizar os pagamentos no dia 5 de cada mês, o que não ocorreu. A meta agora é efetuar a quitação até esta sexta.