Publicidade
Esportes
Craque

Chelsea domina Monterrey e está na final

Essa foi a maior vitória de um clube inglês no torneio, igualando o triunfo do Liverpool sobre o costarriquenho Saprissa em 2005 13/12/2012 às 12:26
Show 1
Chelsea venceu o Monterrey por 3 a 1 nesta quinta-feira
FIFA.com ---

A grande final está definida. Nesta quinta-feira, o Chelsea venceu o Monterrey por 3 a 1 e agendou para domingo um confronto eletrizante com o Corinthians pelo título da Copa do Mundo de Clubes da FIFA Japão 2012. Essa foi a maior vitória de um clube inglês no torneio, igualando o triunfo do Liverpool sobre o costarriquinho Saprissa em 2005. Curiosamente, Rafa Benítez era o técnico naquela ocasião também.

O treinador espanhol, aliás, deu uma boa mexida em sua formação titular, considerando a zaga e o meio-campo. Branislav Ivanovic deixou a lateral direita para César Azpilicueta e foi jogar como quarto zagueiro ao lado de Gary Cahill. David Luiz foi para o meio-campo, atuando como volante, acompanhado de John Obi Mikel. 

O versátil zagueiro brasileiro mostrou um pouco de sua categoria em diversos lances, driblando oponentes e dando toques rápidos, sempre para a frente. Ele era apenas um dos muitos jogadores extremamente velozes do clube londrino. A explosão dos homens de frente dos Blues foi preponderante para o triunfo. 

Quando Eden Hazard, Fernando Torres ou Oscar desciam pelos flancos, os defensores mexicanos não tinham muito o que fazer a não ser torcer por um erro de cruzamento ou passe dos adversários mais adiante.  Embora o Monterrey tenha cuidado bem da bola por boa parte do primeiro tempo, quando ela estava nos pés dos jogadores de azul, acabava se aproximando da área de ataque com muito mais frequência e perigo. 

Foi numa dessas jogadas velozes que eles abriram o placar. Ashley Cole tabelou com Oscar na ponta esquerda, recebeu de calcanhar na área e tocou no pé de Juan Mata. O meia espanhol bateu firme no canto direito, aos 17 minutos. Depois, no início do segundo tempo, as arrancadas desestabilizaram a defesa do Monterrey, resultando em um gol de Torres e outro contra.