Publicidade
Esportes
Craque

Com camisa 10 'resolvido', diretoria do Fla volta atenções para futuro de Joel

Com a derrota por 3 a 0 para o Corinthians, o futuro do treinador mais uma vez estará em pauta nas reuniões da cúpula a partir desta quinta 19/07/2012 às 08:53
Show 1
Joel Santana foi bastante criticado pela torcida do Flamengo durante o jogo contra o Corinthians
Uol/ Esporte ---

Os acontecimentos da última quarta-feira mudaram o foco das atenções da diretoria do Flamengo. Após praticamente resolver o problema do camisa 10 e deixar o acerto com Riquelme bem encaminhado, os mandatários rubro-negros esqueceram por alguns instantes as negociações e voltaram a avaliar o questionado trabalho de Joel Santana no comando do time. Com a derrota por 3 a 0 para o Corinthians, o futuro do treinador mais uma vez estará em pauta nas reuniões da cúpula a partir desta quinta.

Novamente adotando o discurso de cautela, os dirigentes evitaram falar abertamente sobre o assunto. No entanto, o descontentamento com o desempenho técnico de Joel Santana era claro no saguão do Engenhão após a partida.

E mesmo tentando ficar distante do assunto, o treinador admitiu que a pressão por resultados e os assuntos de bastidores acabam o desgastando.

"Sabemos que vivemos de resultados, mas isso é cansativo. A pressão desgasta demais. Tenho que me preocupar apenas com o próximo jogo e em fazer um bom trabalho. Temos o Cruzeiro domingo lá em Minas, em um campo apertado, um jogo complicado. Essa sequência que teremos agora de quarta e domingo não nos permite ficar comentando bastidores e lamentar resultados. Vamos olhar para frente", analisou o técnico.

A instabilidade de Joel Santana no cargo não chega a ser novidade. Desde as eliminações precoces do Flamengo no Carioca e na Libertadores, o treinador tem convivido com a sombra da demissão. No entanto, entre falta de opções no mercado, alta multa rescisória e foco em contratações de jogadores, ele vai se sustentando, independente de resultados.

Contudo, agora, com mais uma atuação abaixo da média e tempo para a diretoria pensar, Joel Santana precisa mais do que nunca de uma sequência de vitórias para calar os críticos. Principalmente os que convivem internamente no clube da Gávea com ele.