Publicidade
Esportes
Craque

Com direito a bolo e quebra de recorde, torcedor comemora aniversário do filho na Colina

Pequeno Luiz Miguel completou cinco anos assistindo a quebra de recorde do time do Nacional na vitória contra o Operário da aquibancada do estádio da Colina 24/04/2015 às 14:24
Show 1
Pequeno Luiz Miguel comemorou aniversário junto com quebra de recorde do Nacional
Anderson Silva Manaus (AM)

Bolo, refrigerante, fotos, hino do clube e quatro gols para ficarem para a eternidade. Não são só os jogadores e torcedores que estiveram no estádio da Colina que vão lembrar para o resto da vida do recorde quebrado pelo Nacional de 11 vitórias seguidas no Estadual. Mas um torcedor em especial vai ter outro motivo para tornar a data de 23 de abril de 2015 jamais esquecida, isso porque o pai e o avó de Luiz Miguel, resolveram comemorar o aniversário de cinco anos do pequeno nacionalino ao lado da massa azulina na arquibancada da Colina.

No intervalo do jogo contra o Operário, vencida até então pelo Nacional por 2 a 0, foi dado o início da festa. Cerca de 40 torcedores se reuniram para cantar os parabéns, para em sequência entoarem o hino do ‘Mais Querido’ a Luiz Miguel.

“É uma emoção grande demais. Estamos quebrando o recorde numa época em que não tive o privilégio de assistir a partida, mas estou feliz em ver meu filho completar cinco anos com saúde numa data histórica para nos nacionalinos. É só felicidade”, comemorou o pai, Winston França Bastos, de 25 anos.

Tímido e com o olhar atendo ao bolo azul e branco, o pequeno Luiz Miguel se limitou a falar: “Estou feliz”, disse o garoto recebendo beijos e abraços.

Avô é o 'culpado'

Torcedor conhecido dos estádios, Lula Bastos foi o responsável pela festa na arquibancada da colina. Nacionalino apaixonado, o torcedor avô não pensou duas vezes em fazer a festa para o neto no jogo do clube de coração que entrou para a história.

“O Miguel se tornou mascote do Nacional. E a partida coincidiu com o aniversário dele. Isso me deixa muito feliz porque no futuro ele vai dizer que foi o meu avô que me levou para o jogo. Fico muito feliz”, orgulha-se o torcedor avô.