Publicidade
Esportes
Segundinha Baré

Com novo projeto, São Raimundo confirma participação na Série B do Amazonense

Mirando a elite do Barezão 2017, São Raimundo confirma a participação da Série B do Estadual e conta com projeto 'pés no chão' formado por atletas locais e da base para conquistar a vaga na Série A do Amazonense 22/08/2017 às 10:53
Show 1263571
Tufão da Colina caiu para a segunda divisão estadual no primeiro semestre e pode retornar à elite ainda este ano (Foto: Antônio Lima)
Denir Simplício Manaus (AM)

Após mergulhar no pior momento de sua história, que culminou com o rebaixamento no Barezão 2017, o São Raimundo tenta se reerguer. Para isso, uma nova diretoria foi está no comando do clube. Com um projeto “pés no chão’ o Tufão da Colina confirmou participação no Amazonense da Série B, onde lutará para retornar à elite do futebol amazonense no ano de seu centenário.

“Foi feito um planejamento, coisa que não havia sendo feito aqui nos últimos anos no São Raimundo, onde a gente está iniciando muito antes que todo mundo”, explicou Eduardo Clara, ex-técnico do São Raimundo, que, além de ser responsável na execução do novo projeto no Tufão, também responde como gerente de futebol do clube.

“Antes mesmo do término do Estadual desse ano, a gente já estava reunindo com o projeto novo, bem organizado, tentando colocar nesse clube uma coisa que está faltando há algum tempo que é um pouco mais de profissionalismo e organização”, revelou Clara.

Objetivo: acesso

Com inscrições encerrando na próxima sexta-feira (25), a “Segundinha Baré” só confirmou as presenças do Tarumã e São Raimundo até o momento. Eduardo Clara confirmou que para a disputa pelo acesso, o clube vai investir em atletas locais e da base do Mundico.

“O objetivo é ter 15 jogadores contratados a nível regional. Jogadores renomados daqui, mais seis jogadores por empréstimo (possivelmente de fora) e outros cinco jogadores de categoria de base, totalizando 26 jogadores e fazer um bom campeonato com o objetivo único que é o acesso”, enfatizou Eduardo Clara.

Clara comandou o Tufão durante parte da campanha na queda à Série B (Foto: Antônio Lima)

Além de Clara, fazem parte do novo projeto do São Raimundo, Ricardo Costa, diretor executivo; Antônio Prado, diretor financeiro; o ex-presidente do clube, Mozart dos Santos assume a direção jurídica, enquanto Luis Júnior é o diretor de marketing. Por falar em marketing, a primeira ação da nova diretoria do Tufão foi montar “vaquinha virtual” para custear as primeiras despesas do clube.

“A recepção foi muito boa. De imediato a gente bateu 20 por cento da meta em 30 horas. Temos particamente 30 por cento da meta em pagamentos pendentes. Quando os boletos e cartões de crédito forem autorizados, nós vamos bater de 50 a 60 por cento da nossa meta e ainda tem muito mais”, explicou Luis Júnior.

O “crowdfunding” segue na Internet até o dia 10 de setembro e a meta é arrecadar inicialmente R$ 7, 5 mil, que serão usados no pagamentos de multas e taxas de inscrição no Amazonense da Série B, além de investir na reforma do alojamento do time e o registro por 10 anos do domínio do clube na Internet.