Publicidade
Esportes
Craque

Com público mínimo, atacante do Corinthians ouve o próprio gol

Sem o hábito de jogar para “ninguém”, os jogadores estranharam a situação. Atacante Guerrero, pela primeira vez na vida, ouviu o gol feito assim que mandou a bola para as redes 28/02/2013 às 12:23
Show 1
Apenas quatro torcedores acompanharam a partida
acritica.com Manaus (AM)

Com apenas quatro torcedores na arquibancada do estádio do Pacaembu, os jogadores do Corinthians foram a campo no jogo contra o Milionarios, venceram por 2 a 0, na Libertadores, mas não tiveram o mesmo apoio de sempre por parte do “camisa 12” do time.Punido pela Conmebol, por causa da morte do torcedor boliviano, o clube paulista jogou de portões fechados. Com uma liminar, somente quatro torcedores conseguiram assistir a partida.

Sem o hábito de jogar para “ninguém”, os jogadores estranharam a situação. O atacante Guerrero, pela primeira vez na vida, ouviu o gol feito assim que mandou a bola para as redes.

 “Eu ia comemorar e não vi ninguém na tribuna, tive de esperar os meus companheiros. Dava para ouvir tudo. Eu ouvia vocês narrando: ‘Guerrero passa para não sei quem’. Foi chato, foi difícil jogar sem torcida, mas a gente fez o que tinha que fazer”, disse o centroavante em entrevista às emissoras de rádio.

Estranheza à parte, os jogadores do Corinthians aprovaram a própria concentração diante da situação. Eles ouviram repetidas vezes do técnico Tite que era preciso estar muito atentos para não deixar o silêncio levar ao descuido em campo e comemoraram o sucesso na tentativa.