Publicidade
Esportes
Craque

Confederações: Valcke comenta preparativos e desafio das seis sedes

Dirigente da FIFA falou também sobre o sorteio das chaves, marcado para sábado, e o uso da tecnologia da linha do gol 26/11/2012 às 19:45
Show 1
Jérôme Valcke, homem forte da FIFA
Carol Delmazo/Portal da Copa Brasília (DF)

O Secretário-geral da FIFA, Jérôme Valcke, considera a Copa das Confederações FIFA 2013 um desafio ainda maior que o de outras edições por se tratar de um torneio com seis sedes. “Ná África do Sul foram quatro, na Rússia serão quatro e não seis, como no Brasil. É uma possibilidade de fazer um teste ainda maior para a Copa, mas o desafio também é maior”, disse o dirigente, durante o painel “Frente-a-frente com Jérôme Valcke”, durante a convenção global Soccerex, que ocorre no Rio de Janeiro até a próxima quarta-feira (28.11). “O importante não é o jogo de abertura, mas o dia depois da final, para saber o que funcionou e o que tem que melhorar”, acrescentou.

O dirigente comentou o sorteio das chaves do torneio, que será realizado às 11h do próximo sábado (1.12), no Anhembi, em São Paulo. “Esperamos que o evento seja tão bem organizado quanto o sorteio preliminar que houve no Rio de Janeiro, no ano passado. É um sorteio pequeno: saberemos quem vai jogar em cada cidade. É um evento para reunir as principais seleções e reparti-las nas seis sedes”, disse. Estão confirmados no torneio Espanha, Itália, Uruguai, Brasil, Japão, México e Taiti. Falta apenas o representante do continente africano, a ser confirmado no início de 2013. As 16 partidas da Copa das Confederações serão disputadas entre 15 e 30 de junho.

Valcke também falou sobre o uso da tecnologia na linha do gol. Ele explicou que dois sistemas serão testados durante o Mundial de Clubes da FIFA, no Japão, em dezembro: o “Hawk-Eye” e “GoalRef”. O Hawk-Eye usa reconhecimento óptico com câmeras, enquanto o GoalRef utiliza um campo magnético e uma bola especial para identificar a ocorrência de gols. “Após o torneio vamos decidir qual será usado na Copa e esse sistema vai ficar nos estádios como legado”, afirmou.

Quanto à partida entre Brasil e Inglaterra que, segundo divulgado pelo governo do Rio, deve ser realizada no Maracanã, em 2 de junho de 2013, Valcke explicou que é possível, desde que não atrapalhe os preparativos para o início da Copa das Confederações. “Após 27 de maio, nenhum jogo pode acontecer no estádio sem autorização da FIFA. Se der pra fazer no dia 2 e der para instalar tudo o que necessitamos depois, por que não? Ainda vamos discutir, mas a prioridade é que tudo esteja pronto para os jogos do torneio”, disse.

Fonte: Ministério do Esporte