Publicidade
Esportes
Craque

Copa do Brasil: Coritiba (PR) esconde o jogo do Nacional (AM)

O Coxa fez seu único treino, nesta quarta-feira (14), em Manaus, antes da estreia na Copa do Brasil contra o Leão da Vila Municipal cercado de mistério 14/03/2012 às 08:07
Show 1
Coritiba esconde o jogo do Nacional, mas seu forte é a jogada aérea trabalhada pelas laterais
Jornal Acritica Manaus

O Coritiba fez seu único treino, nesta quarta-feira (14), em Manaus, antes da estreia na Copa do Brasil contra o Nacional cercado de mistério. A diretoria mandou fechar os portões do CT do 3B, localizado no bairro de Aparecida, na hora do treino tático realizado na tarde desta terça-feira, mas pela fresta pôde-se perceber que o forte da equipe são as jogadas aéreas pelos flancos, e o toque de bola em velocidade, principalmente partindo dos pés do meia Lincoln, o camisa 10 da equipe.

Invicto há 47 jogos no Estadual Paranaense, o técnico Marcelo Oliveira deverá investir em um esquema ofensivo para garantir a vitória por dois gols de diferença e evitar o jogo de volta. A julgar pelo minicoletivo desta terça-feira, Oliveira vai utilizar um esquema 4-3-1-2, com Linconl na criação mais recuado no meio e o veloz Rafinha, que volta à equipe após se recuperar de lesão no joelho, fazendo dupla de ataque com Marcel.

“A expectativa é boa para essa estreia aqui em Manaus, sobretudo pela minha volta ao time. Me sinto bem mais á vontade jogando avançado. Tentarei fazer o melhor para garantir o resultado”, disse Rafinha, um dos mais requisitados pelo fãs que esperavam o treino acabar para autógrafos e fotografias com os jogadores.

Nas jogadas aéreas, além do próprio atacante Marcel, os zagueiros Pereirão e Emerson, ambos acima de 1,85 de altura são trunfos do time paranaense. O Naça que se cuide.

Marcelo Oliveira – Técnico do Coritiba

Que informações o senhor obteve sobre o Nacional para essa estreia?
Não posso revelar tudo, senão entrego o jogo (risos). Mas sei que é uma equipe boa nas jogadas aéreas, com bom condicionamento físico, com alguns jogadores habilidosos, a exemplo do Hugo, e que varia o esquema de 3-4-2 para 4-5-1.  O Nacional é uma grande força do futebol local, tem tradição e a força da torcida vibrante.

2  O time vai jogar  ofensivo, para garantir o resultado com dois gols de vantagem e evitar o jogo de volta?
Esse é o nosso intuito. Mas sabemos das dificuldades. Não há jogo fácil, ainda mais se tratando de estreia em uma competição com características próprias, onde os clubes têm uma oportunidade única. São jogos de 90 minutos. Se der para evitar o jogo de volta, melhor. Mas não vai ser fácil.

3 Seu time é o vice-campeão da Copa do Brasil de 2011. 2012 será diferente?
Não dá para dizer para você isso com exatidão. Nosso intuito é realmente conquistar o título, mas tudo vai depender da regularidade da equipe, da força do grupo dentro de campo, enfim, é um conjunto de fatores que, juntos, combinam para um bom desempenho. Tudo começa a partir de amanhã (hoje) contra o Nacional.