Publicidade
Esportes
Craque

Copa Super Kart: Yuri Azevedo vence 5ª etapa

O piloto  não havia vencido nenhuma etapa de 2012, conseguiu sair da maré de azar e ressurgiu no evento ao conquistar o lugar mais alto do pódio, somando na colocação geral desta etapa 52 pontos 03/12/2012 às 11:29
Show 1
Yuri Azevedo Piloto (centro) ressurgiu ao conquistar o 1º lugar
Nathália Silveira Manaus

A penúltima Etapa da Copa Super Kart realizada neste domingo, no kartódromo da Vila Olímpica, foi uma das mais emocionantes e surpreendentes da temporada. O motivo? Pilotos que passaram a competição inteira pegando a “raspa” da disputa conseguiram, na quinta edição, tomar fôlego e rasgar a pista resultando, assim, num troca-troca na ponta da tabela.

Yuri Azevedo, que não havia vencido nenhuma etapa de 2012, conseguiu sair da maré de azar e ressurgiu no evento ao conquistar o lugar mais alto do pódio, somando na colocação geral desta etapa 52 pontos. A segunda colocação foi ocupada por Lincoln Barros com 50 pontos, seguido de Eurico Tavares, que somou 49 pontos e Gabriel Silva, que também fez 49 pontos.

“A sorte finalmente veio para o meu lado e tenho um palpite sobre o meu desempenho ruim nas últimas provas: era o capacete! (risos). Foi só eu trocar de capacete, pegar um antigo, que hoje (ontem) deu tudo certo”, brinca o piloto.

Fato inesperado na competição, Adriano Pizzonia que marca 56 pontos e é um dos pilotos mais temidos, não participou do evento e anunciou que abandonará a última etapa também. O piloto preferiu não falar o motivo da saída, mas confirmou presença nos boxes.

Longe do bom humor de Yuri e da cautela de Pizzonia, entretanto, o tempo fechou na Super Kart, ontem, devido Eurico Tavares e Gabriel Abud terem protagonizado uma briga ferrenha durante as duas baterias da competição.

Eurico que ainda é dono da classificação geral ao somar 115 pontos, encostou várias vezes na traseira de Abud e, na terceira volta da segunda bateria, foi acusado de tirar o companheiro de equipe (Equador da pista obrigando Gabriel a abandonar a prova.

“O que aconteceu foi um entrave entre dois pilotos jovens e que não tiveram maturidade suficiente para enfrentar a situação. A gente viu, infelizmente, uma briga de ego” disse o chefe de equipe da Equador, Maurício Lopes.